15 relíquias raras de tsares russos antes da dinastia Romanov (FOTOS)

Museus do Kremlin de Moscou
A queda da Dinastia Rurik chocou a nação, pois foram eles que haviam fundado o Estado russo. A morte do único príncipe herdeiro, o tsarevirch Dmítri, resultou no Tempo de Dificuldades, em anarquia e na intervenção polonesa . Aqui estão os últimos tesouros que pertenceram aos príncipes e tsares Rurik.

1. Coroa de Kazan, 1553–1558

Pertenceu ao tsar Ivan 4º (o Terrível)

2. Orbe, final do século 16 - início do século 17

3. Cetro, final do século 16 - início do século 17

4. Concha de beber

Feita por ordem do tsar Ivan Vassílievitch com ouro obtido em Polotsk em 1563

5. Xícara de galo, final do século 15 - 1º terço do século 16

Pertenceu ao grão-príncipe Ivan 3º

6. Capa do Relicário do Tsarevitch Dmítri, 1628-1630

7. Chapéu de Tsarevitch Dmítri, final do século 16

8. Trono, final do século 16 - início do século 17

Presente do xá Abbas 1º do Irã para o tsar Boris Godunov em 1604

9. Cruz do Altar, 1599

Doação do tsar Boris Godunov e sua família para o Mosteiro Tchudov do Kremlin de Moscou

10. Medalha comemorativa da coroação do Falso Dmítri 1º

Cunhada com o selo original do início do século 17

11. Escudo de troféu, século 16

Pertenceu à família lituana Mstislavsky e adicionada ao tesouro do tsar russo em 1622

12. Sela de hussardo, século 16

Presente do rei polonês Sigismundo 3º para o tsar Boris Godunov

13. Placa, 1561

Presente do tsar Ivan, o Terrível, para sua esposa, a tsarina Maria, em 1561

14. Recipiente de ritual, século 16

Do enterro do tsar Ivan, o Terrível, na Catedral do Arcanjo do Kremlin de Moscou

15. Nossa Senhora do Patriarca, 1603

Pingente ricamente decorado com a imagem de Nossa Senhora

A exposição  “Declínio da Dinastia: Os últimos Ruriks e o Falso Dmitri” está em cartaz nos Museus do Kremlin de Moscou até 25 de julho de 2021.

LEIA TAMBÉM: Quem fundou a Rússia e a governou antes dos Romanov?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies