Danificadas por nazistas, obras de a.C. ganham vida nova com restauração recente; confira

Museu Estatal Púchkin de Belas Artes
Durante a Segunda Guerra Mundial, muitos objetos de arte antiquíssimos acabaram sendo danificados, e alguns foram restaurados apenas recentemente, após anos de trabalho meticuloso. O Russia Beyond reuniu algumas dessas obras-primas – antes e depois da restauração.

O Museu Estatal Púchkin de Belas Artes lançou um recurso em seu site intitulado Twice Rescued, apresentando fotos do “antes e depois” de obras de arte, cerâmicas antigas e esculturas que foram danificadas durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1945, os museus soviéticos receberam tesouros de arte trazidos da Alemanha como restituição compensatória. Os especialistas da época restauraram essas obras de arte da Galeria Dresden, bem como outros artefatos antigos e trabalhos de escultura e artes aplicadas da Europa Ocidental.

A iniciativa também continuou na Rússia moderna. Mas foi somente na primeira década dos anos 2000 que restauradores russos trouxeram mais de 750 objetos raros “de volta à vida”.

1/ Relevo retratando palestra com estátuas de atletas

Roma, século 1 a.C. – século 1 d.C.

2/ Donatello D. (?), Cupido Dançante ou Spiritello

Itália, 1500-1525 (?)

3/ Enócoa decorado com círculos concêntricos

Chipre, século 7 a.C.

4/ Agostino Zoppo, A Montanha do Inferno

Itália, meados da década de 1550

5/ Cabeça de um Menino

Baseado em um modelo de Desiderio da Settignano (1430-1464)

6/ Donato di Niccolò di Betto Bardi, chamado Donatello (1386-1466), São João Batista

Florença, 1425-1430 (?)

7/ Estilo de Andrea Briosco, chamado Il Riccio (1470-1532), Garoto com um Inseto (tinteiro)

8/ Cratera (vaso) de vidro preto no sótão rodeado por uma grinalda de hera

Ática, início do século 3 a.C.

9/ Ânfora de búcaro retratando procissão de cavaleiros e as cabeças de uma deusa

Etrúria, século 6 a.C.

10/ Pintor de Darius, ânfora de figura vermelha da Apúlia, representando a morte de Acteão

Sul da Itália, Apúlia. De Ceglie del Campo, 320 a.C.

A exposição fotográfica “Twice Rescued”, com obras de arte restauradas nas oficinas do Museu Púchkin, será aberta na cidade indiana de Chennai em setembro de 2020 e no próprio Museu Púchkin em outubro de 2020.

LEIA TAMBÉM: 7 museus russos que possuem enormes acervos on-line

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies