‘Bistrot’, o restaurante francês cujo nome é russo. Mito ou verdade?

Cossacos russos em Paris (1814- 1815).

Cossacos russos em Paris (1814- 1815).

Getty Images
Além do mais, origem do nome de tais estabelecimentos possivelmente não tem nada a ver com cossacos – como espalham os próprios franceses por aí.

Um bistrô, no sentido parisiense da palavra, é uma pequena cantina que serve refeições simples e bebidas baratas.

Reza a lenda que a palavra tem origem russa. Em 1814, depois que os russos seguiram Napoleão de volta à França e tomaram Paris, muitos oficiais russos comiam nos cafés e cantinas parisienses. Irritados com a lentidão dos garçons franceses, os russos costumavam gritar: "быстро!" (pronuncia-se “bístro”, ou seja, "rápido!"). Assim, a palavra é um empréstimo que os franceses fizeram do russo para batizar seus fast-foods por toda a eternidade.

Existe até mesmo uma placa em Paris, instalada em 1964 no número 6 da Place du Tertre pelo Serviço de Informações Turísticas de Old Montmartre, afirmando a palavra foi cunhada ali.

Placa sobre a lenda da origem da palavra

Pura lenda!

Para começar, em 1814 os oficiais russos não precisavam gritar nada em russo, porque todos falavam um francês impecável – obrigatório para qualquer nobre russo, e todos os oficiais do exército russo vinham da nobreza.

Em segundo lugar, mesmo se eles tenham gritado "быстро!" naquele período, a palavra só passou a ser empregada com o sentido atual no francês falado a partir do final do século 19. 

Há quem diga que a palavra foi emprestada do russo, na realidade, após a Guerra Franco-Prussiana de 1870, da qual participaram diversos regimentos mercenários cossacos. Mas também na década de 1870, a palavra ainda tinha acepção ligada a cantina ou restaurante.

A entrada do imperador Aleksandr 1° em Paris, 1814.

Filólogos franceses afirmam que a palavra “bistrot” carrega algo da gíria do norte da França e é derivada de “bistraud” (inicialmente usada com a acepção de “empregado” e, depois, de “comerciante de vinhos”). 

A maioria dos pesquisadores concorda que é difícil precisar a etimologia desta palavra, mas é improvável que a versão ligada aos russos seja verdadeira.

LEIA TAMBÉM: Como o próprio povo russo aterrorizou o Exército de Napoleão em 1812

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies