Por que não é a Rússia, e sim o ROC, competindo nas Olimpíadas de Tóquio?

Delegação do ROC na cerimônia de abertura das Olimpíadas de Tóquio, 2021

Delegação do ROC na cerimônia de abertura das Olimpíadas de Tóquio, 2021

Michael Kappeler/dpa/Global Look Press
Devido aos recentes escândalos de doping, atletas russos não estão autorizados a representar oficialmente a Rússia em eventos esportivos internacionais. Com isso, as autoridades tiveram que encontrar uma saída para contornar a proibição e, assim, participar dos Jogos Olímpicos de Verão em 2021 e de Inverno de em 2022.

Muita gente ainda se pergunta por que a Rússia não está competindo nas Olimpíadas de Tóquio. Em vez dela, há uma equipe chamada Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês). Em poucas palavras, esta foi a alternativa encontrada após o escândalo de doping e a proibição de atletas de participarem de competições internacionais sob a bandeira russa.

Porta-bandeiras Sofya Velikaya e Maxim Mikhaylov, do ROC, lideraram os demais atletas do país durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Apesar de o Team Russia ter sido oficialmente banido, o comitê nacional propôs uma saída para que os atletas russos não envolvidos no escândalo pudessem participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados para julho de 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. Foi então sugerido ao Comitê Olímpico Internacional (COI) que os atletas do país competissem sob o nome de Comitê Olímpico Russo (ROC) - que, tecnicamente, não possui a palavra ‘Rússia’, atualmente proibida nos torneios mundiais.

Atletas da equipe do Comitê Olímpico Russo durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Dessa forma, eles também tiveram a chance de usar os símbolos da ROC, cujas cores remetem à bandeira nacional russa, também proibida. Em vez do hino nacional russo, o COI permitiu que um trecho do Concerto para Piano nº 1 de Piotr Tchaikóvski fosse tocado.

A verdade é que o ROC tem sua própria história - e tem motivos para atuar separadamente. 

Quando foi fundado o Comitê Olímpico Russo?

O ROC foi fundado em 1911 e celebrou seu 100º aniversário em 2011.

Selo postal que marcou o 100º aniversário da fundação do Comitê Olímpico Russo

Atletas do Império Russo não participaram dos três primeiros Jogos Olímpicos modernos.

Oito atletas russos participaram das Olimpíadas de Londres de 1908 e até ganharam diversas medalhas.  Já em 1912, o recém-fundado Comitê Olímpico Russo enviou 178 representantes nacionais para os 5º Jogos Olímpicos de Estocolmo, nos quais participaram de todas as modalidades, mas não conquistaram nenhuma medalha de ouro.

Existia um Comitê Olímpico na União Soviética?

Os Jogos Olímpicos seguintes, após o cancelamento durante a Primeira Guerra Mundial, foram realizados em 1920. A Rússia já havia passado pela Revolução naquele momento, mas o Comitê Olímpico Internacional (COI) não reconhecia as novas autoridades soviéticas. Portanto, o país não recebeu convite para participar dos Jogos de 1920.

A própria União Soviética teve por princípio boicotar os próximos Jogos “capitalistas”, ignorando os convites. Na época, atletas soviéticos participaram de competições alternativas organizadas internacionalmente entre comitês de proletários e comunistas.

A URSS também deixou de participar das primeiras Olimpíadas após a Segunda Guerra Mundial, os Jogos de 1948 em Londres, porque o país tinha um longo caminho para se recuperar após o conflito. Mas o Estado soviético continuou promovendo esportes e estilos de vida saudáveis ​​para as massas e possuía atletas fortes, de modo que, em pouco tempo, os soviéticos começaram a ocupar seu espaço nas arenas esportivas internacionais. 

Em 1951, o Comitê Olímpico Soviético foi fundado e imediatamente reconhecido pelo COI. Os atletas soviéticos tiveram um desempenho triunfante em suas primeiras Olimpíadas, realizadas em 1952 na cidade de Helsinque. Conquistaram 22 medalhas de ouro e obtiveram a mesma quantidade de pontos que os Estados Unidos.

Esgrimistas soviéticos dominaram o pódio nos Jogos Olímpicos de Verão de 1976, em Montreal. Da esq. à dir.: medalhista de prata Vladimir Nazlimov, de ouro Viktor Krovopuskov e de bronze Viktor Sidyak

Em 1980, a União Soviética organizou as Olimpíadas de Verão em Moscou, que sofreu boicote dos EUA. Em resposta, a URSS não participou dos Jogos de 1984 em Los Angeles - a única Olimpíada da qual os soviéticos se ausentaram após a fundação do Comitê.

Cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão de 1980 em Moscou.

O que aconteceu depois da dissolução da URSS?

Em 1989, antes mesmo do fim da URSS, a Rússia fundou seu próprio comitê e, após a queda do regime, em 1992, o COI reconheceu o Comitê Olímpico Russo como sucessor do soviético.

Emblema do Comitê Olímpico Russo

Em 2014, a Rússia sediou suas primeiras Olimpíadas da história moderna. Os preparativos para os Jogos de Inverno de 2014 em Sochi, no sul da Rússia, foram alvo de controvérsia, e a mídia internacional se manteve cética, sobretudo pelo fato de que os esportes de inverno seriam praticados em uma cidade subtropical à beira-mar. Mas, apesar dos riscos e receios iniciais, os Jogos correram conforme planejado e foram bem-sucedidos.

Torcedores com bandeiras russas no Parque Olímpico durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sochi

Quando começaram os problemas para o Comitê Olímpico Russo?

Em 2017, a Rússia se viu envolvida em um grande escândalo de doping, sob suspeita de ter um programa de doping patrocinado pelo Estado e de ignorar as regras olímpicas internacionais. A filiação russa ao COI foi suspensa, porém restaurada em 2018, uma vez que quase todos os atletas do país haviam passado nos últimos testes antidoping.

Em 2019 se deu uma nova controvérsia, e a Agência Mundial Antidopagem (WADA) condenou a Rússia, proibindo o país de participar, por quatro anos, de qualquer torneio internacional, incluindo as Olimpíadas. Mais tarde, em 2020, o Tribunal de Arbitragem do Esporte permitiu que atletas russos participassem de competições, desde que não atuassem sob o nome ou bandeira da Rússia ou utilizassem o hino nacional do país.

Na foto acima, uma bandeira russa é removida às pressas no Campeonato de Xadrez.

É por esse motivo que espectadores de todo o mundo estão assistindo aos atletas russos se apresentarem nas Olimpíadas de Tóquio sob o curioso título ‘ROC’.

LEIA TAMBÉM: Equipe olímpica russa ganha mascotes próprios

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies