Rússia terá vacinação paga contra covid para estrangeiros

kremlin.ru
Medida foi decretada pelo presidente russo, Vladimir Putin, e deve estar em funcionamento até o final de junho.

O presidente russo Vladimir Putin incumbiu o governo russo de estudar, até o final de junho, a questão da organização de um sistema de vacinação pago contra a covid-19 para estrangeiros na Rússia. A ideia é que esse sistema passe a incluir, entre outros, os imigrantes que estão no país a trabalho. A declaração foi feita por Putin em sessão plenária no Fórum Econômico de São Petersburgo.

Putin declarou ainda que, como a busca pela vacina russa no exterior é grande, os estrangeiros devem ter a possibilidade de se vacinar na Rússia contra a covid. O presidente russo também conclamou seus concidadãos a se vacinarem, observando que a vacina está disponível para eles “gratuita e confortavelmente”.

A Rússia já tem quatro vacinas registradas contra o coronavírus: Sputnik-V, EpiVacCorona, KoviVac e Sputnik Light. De acordo com o Centro Gamaleya, cerca de 10 por cento dos russos já estão vacinados.

A nova medida vem na esteira da declaração do presidente bielorrusso Aleksandr Lukashenko, no final de maio, sobre ter intenções de abrir a Bielorrússia para a vacinação de estrangeiros. Segundo ele, essa categoria de imunização seria destinada principalmente a cidadãos da Polônia, Lituânia e Ucrânia, e seria aplicada até mesmo em barracas montadas nas fronteiras.

 

LEIA TAMBÉM: Sputnik V apresenta “alta eficácia” contra variante de Manaus, revela estudo na Argentina

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies