Filhote de urso polar é resgatado por garimpeiros de ouro no Ártico

AndreAnita/Getty Images
Criado “como um cachorro”, animal órfão será mantido sob cuidados no Zoológico de Moscou.

Mineradores russos que garimpavam ouro na ilha de Bolchevique, parte do arquipélago ártico da Terra do Norte, cuidaram “como se fosse um cachorro” de uma filhote de urso polar que se perdeu da mãe e buscou os humanos para se alimentar.

Imagens registradas pelos próprios garimpeiros mostram como a filhote fêmea domesticada sobe uma escada ao som de vozes humanas encorajadoras; em seguida, ela começa a brincar com um deles, enquanto o outro pede que a ursa se aproxime para tirar uma selfie.

Depois que a filhote perdeu a mãe, ela chegou aos humanos atraída pelo cheiro de comida.

“Sendo certo ou errado, eles alimentaram o animal em extinção e, com isso, o domesticaram”, disse Andrei Gorban, 56 anos, diretor do Zoológico Roiev Rutchei, em Krasnoiarsk, que, entre outros, contribuiu para salvar o animal.

Embora a tragédia tenha sido temporariamente evitada, surgiu um novo problema quando chegou a hora de os garimpeiros que alimentavam o filhote deixarem a base e retornarem ao continente.

“Os mineradores daquele turno estavam indo embora, o filhote de urso poderia ter morrido de fome [porque] era muito pequeno. Não tivemos tempo de fazer nada. A única esperança era que o aterro [próximo] fosse grande, e o filhote pudesse perdurar dois meses [antes do próximo turno chegar]”, publicou Gorban em sua página no Facebook. 

Quando os novos garimpeiros chegaram, eles não acharam nenhum filhote e acabaram presumindo o pior. No entanto, logo vieram notícias de uma estação diferente de que o filhote havia aparecido lá: “Magro, sujo, porém vivo!”.

Desta vez, os trabalhadores tiveram que tomar uma decisão duradoura sobre o destino do  filhote domesticado, que logo cresceria e se transformaria em um predador de duzentos quilos - mas que, no entanto, não seria mais capaz de sobreviver sem a ajuda de humanos.

Uma vez que os ursos polares estão no chamado Livro Vermelho da Rússia como espécies ameaçadas de extinção, a decisão teve que ser coordenada com as autoridades de vida selvagem em Moscou. O filhote foi capturado e transferido para o Zoológico de Moscou, onde passará por um período de quarentena de vários meses.

Como os ursos polares domesticados não podem ser reintroduzidos na vida selvagem, o filhote será provavelmente transferido para um dos zoológicos da Rússia.

“Obrigado a todos que contribuíram, que ajudaram com ações e não com palavras. O mais importante é que o filhote de urso seja salvo e encontre um novo lar”, concluiu Gorban.

LEIA TAMBÉM: Como os russos lidam com ursos supercuriosos (ou simplesmente famintos)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies