Vacina russa Sputnik V começará a ser usada na Índia entre maio e junho

Profissional de saúde coloca cartaz, no qual lê-se “vacina fora de estoque”, em um centro de vacinação em Mumbai

Profissional de saúde coloca cartaz, no qual lê-se “vacina fora de estoque”, em um centro de vacinação em Mumbai

Keystone Press Agency/Global Look Press
Produção local terá início até setembro.

A vacina russa Sputnik V estará disponível para uso na Índia entre os meses de maio e junho, quando começarem as importações da Rússia. A informação foi divulgada pelo copresidente e diretor administrativo da farmacêutica indiana Dr. Reddy’s Laboratories, G. V. Prasad.

“Os primeiros lotes serão produzidos pelo RDIF [Fundo Russo de Investimento Direto] e serão importados para a Índia por nós”, disse Prasad ao “Times of India” nesta quinta-feira (15). Ainda segundo o gestor, a produção local do imunizante terá início no período de julho a setembro.

Na última segunda-feira (12), o RDIF anunciou que a Controladoria Geral de Medicamentos indiana havia aprovado o uso emergencial da Sputnik V no país, tornando-se, assim, o terceiro imunizante contra covid-19 liberado na Índia. 

Atualmente, o país já utiliza duas vacinas: a Covishield, desenvolvida pela companhia anglo-sueca AstraZeneca em conjunto com a Universidade de Oxford; e a COVAXIN, criada pela empresa indiana Bharat Biotech.

A Dr. Reddy’s Laboratories, que se diz pronta para distribuir a vacina russa, solicitou permissão para usar a Sputnik V na Índia em fevereiro passado. O RDIF também chegou a um acordo para a fabricação do imunizante com várias empresas farmacêuticas indianas. Cabe lembrar que a vacina russa foi aprovada em testes na Índia, envolvendo 1.600 voluntários.

LEIA TAMBÉM: Principais descobertas até agora de todas as 3 fases de testes com a vacina Sputnik V

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies