Putin receberá vacina contra o coronavírus nesta terça (23), diz Kremlin

Reuters
Porta-voz da presidência também explicou por que o líder russo não será vacinado publicamente.

O presidente russo Vladimir Putin deverá ser vacinado contra o novo coronavírus até o final do dia, informou o porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, a repórteres.

Segundo ele, Putin está atualmente em “reuniões de trabalho”, mas espera-se que “ele receba a vacina ao final do dia”.

O Kremlin não divulgará, porém, qual imunizante contra covid-19 será administrado. “Não vamos dizer especificamente. Todas as três vacinas russas são absolutamente confiáveis, seguras e eficazes”, explicou o porta-voz.

Peskov também explicou por que Putin não será vacinado publicamente. “Quanto à vacinação com câmeras, ele [Putin] não gosta”, acrescentou o assessor.

A expectativa do Kremlin é de que o maior número possível de russos decida se vacinar contra a covid-19, dado o ritmo crescente de produção de vacinas no país.

Quando questionado se a vacinação do chefe de Estado poderia ser um “fator de motivação” para os russos que ainda estão indecisos sobre o assunto, Peskov confirmou se tratar de “uma questão importante”.

Em declarações anteriores, o assessor disse que a percepção dos russos sobre a vacina estava “em um bom nível” e muitas pessoas se mostraram dispostas a ser inoculadas contra covid-19, já que “a vacinação é necessária para sua saúde”. 

Segundo o porta-voz do Kremlin, a mídia desempenha papel significativo em estimular muitas pessoas a serem vacinadas. 

LEIA TAMBÉM: É verdade que os estrangeiros ganham até sorvete para se vacinar na Rússia?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies