Angola e mais dois países africanos aprovam uso emergencial da Sputnik V

Keystone Press Agency/Global Look Press
No mundo inteiro, 42 países já chancelaram vacina russa.

A vacina russa contra o coronavírus Sputnik V foi aprovada em Angola, Djibouti e na República do Congo, segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) nesta quarta-feira (3).

“O RDIF anuncia o registo da vacina russa contra o coronavírus Sputnik V na República de Angola, na República do Djibouti e na República do Congo. O fármaco foi registado conforme procedimento de autorização de uso emergencial.Portanto, 42 países com população total superior a 1,1 bilhão de pessoas registraram a Sputnik V”, lê-se na nota.

O imunizante russo contra covid-19 Sputnik V está atualmente entre os três principais em termos de número de aprovações recebidas por agências reguladoras governamentais.

LEIA TAMBÉM: Governo de SP prevê compra de 20 milhões de doses da vacina russa Sputnik V

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies