Vacina russa Sputnik V é eficaz contra variantes do coronavírus, mostra estudo recente

Keystone Press Agency/Global Look Press
Cientista destacou ação sobre cepas do Reino Unido e da África do Sul.

A vacina russa contra covid-19 Sputnik V produziu resultados expressivos contra novas mutações do coronavírus, incluindo variantes do Reino Unido e da África do Sul. A informação foi divulgada por Denis Logunov, vice-diretor do Instituto Gamaleya de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia, que desenvolveu o imunizante russo.

“Um estudo recente realizado pelo Instituto Gamaleya mostrou que a revacinação com a Sputnik V está funcionando muito bem contra novas mutações de coronavírus, incluindo cepas de coronavírus do Reino Unido e da África do Sul”, disse Logunov à agência Reuters.

Os pesquisadores russos acreditam que “vacinas baseadas em vetores são realmente melhores para futuras revacinações do que as vacinas baseadas em outras plataformas”, acrescentou.

Segundo a Reuters, os resultados do ensaio devem ser publicados em breve.

O estudo teria indicado que a revacinação não afetou a eficácia da vacina. “Os anticorpos específicos para os vetores usados na vacina - que poderiam gerar uma reação antivetor e prejudicar a ação do imunizante - diminuíram em 56 dias após a vacinação”, disse Logunov.

A Rússia foi o primeiro país a registrar uma vacina contra o novo coronavírus, em 11 de agosto de 2020. A Sputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia, que pertence ao Ministério da Saúde da Rússia. Assim como os demais disponíveis, o imunizante russo é administrado em duas doses.

LEIA TAMBÉM: Restos mortais de 4.450 anos de cavalo da Iakútia podem ajudar a esclarecer evolução dos vírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies