Rússia planeja sistema digital para controlar uso de máscaras

Konstantín Kokochkin/Global Look Press
Item de proteção é obrigatório em todo o país desde 28 de outubro.

Você é daqueles ou daquelas que usa a máscara no queixo ou pendurada no cotovelo? Especialistas russos estão trabalhando em um sistema de visão artificial chamado Maska, que poderá detectar casos de não uso (ou uso inapropriado) de máscaras, e outros meios de proteção pessoal contra covid-19.

De acordo com a assessoria de imprensa da Iniciativa Técnica Nacional (NTI), responsável pelo projeto, o objetivo é ajudar no controle do uso de máscaras por equipes médicas e pacientes em hospitais, mas também por usuários e visitantes de instalações governamentais. O pessoal encarregado da vigilância em tais estabelecimentos será alertado sobre possíveis violações por meio de um aplicativo.

Os projetistas acreditam que o novo sistema contribuirá para a redução da taxa de contaminação viral em escolas, hospitais e outros locais. “Em hospitais, o sistema reduzirá o risco de contaminação na chamada zona verde [áreas ‘saudáveis’] em 50% e até 95% na zona vermelha [área onde os pacientes afetados estão em tratamento].”

A precisão de funcionamento dos algoritmos utilizados é estimada em 99%.

Diante do crescimento acelerado de novas infecções por dia na Rússia e em outros países da Europa, o órgão regulador de saúde Rospotrebnadzor tornou obrigatório o uso de máscaras faciais em todo o país desde 28 de outubro.

VEJA TAMBÉM: Em tempos de coronavírus, matriochkas também ganham máscara

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies