Bolívia planeja comprar vacina russa Sputnik V para campanha imediata

Pavlo Gonchar/Global Look Press
Presidente recém-eleito Luis Arce anunciou que a importação de imunizante não será voltada para pesquisa, mas direto para a fase de vacinação.

O governo da Bolívia planeja comprar lotes da vacina russa contra o coronavírus, Sputnik V. O anúncio foi feito nesta segunda (26) por Luis Arce, que recentemente venceu as eleições presidenciais no país latino-americano.

“Claro”, respondeu Luis Arce, ao ser questionado sobre os planos do governo boliviano de comprar a vacina russa, segundo o jornal “Izvêstia”.

Ainda segundo o político, a Bolívia tem interesse em se tornar um dos primeiros países a obter a vacina Sputnik V para iniciar prontamente a vacinação. Arce ressaltou que a importação não será voltada para pesquisa, mas para a fase de vacinação.

Também nesta segunda, foi noticiado que o Ministério da Saúde russo ampliou a lista de fabricantes da vacina ao registrar a empresa Guenerium.

Até o momento, duas vacinas contra o coronavírus foram registradas na Rússia.

O registro da primeira, Sputnik V, foi feito em 11 de agosto; este imunizante foi desenvolvido por especialistas do Instituto Gamaleya. No último dia 14 de outubro, foi registrada a segunda vacina, EpiVacCorona, do centro siberiano Vektor.

LEIA TAMBÉM: Moscovitas criticam novas restrições impostas em meio a avanço de covid-19

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies