Mais uma vacina contra covid-19 é patenteada na Rússia

Rospotrebnadzor/Sputnik
No total, cientistas russos já apresentaram mais de 300 pedidos para desenvolver medicamentos contra a infecção por coronavírus.

O Centro Nacional de Pesquisas em Virologia e Biotecnologia Vektor patenteou a segunda vacina russa contra a covid-19, segundo agência governamental russa Rospatent, que regula a propriedade intelectual. Esta é a segunda vacina contra a infecção por coronavírus patenteada na Rússia.

Ao contrário da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, os cientistas da Vektor desenvolveram uma vacina que contém fragmentos do vírus: antígenos peptídeos sintéticos. Segundo os cientistas, a vacina, que recebeu o nome EpiVacCorona, desencadeia uma reação imunológica e contribui para a formação da imunidade.

"Desde o início da pandemia, instituições russas apresentaram quase 300 pedidos de desenvolvimento de medicamentos para combater o coronavírus. Até hoje, mais de 55 patentes foram emitidas. Quase 20 solicitações foram negadas porque não continham novidades científicas ou violavam as regras de apresentação de documentos", declarou o chefe da Rospatent, Grigóri Ívliev.

A Vektor já recebeu permissão do Ministério da Saúde da Rússia para realizar testes clínicos da vacina em voluntários.

LEIA TAMBÉM: Aumento de casos de covid-19 na Rússia sugere propagação mais intensa do que na primeira onda

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies