Moscou pode substituir carteira de identidade por aplicativo de celular

Sergey Vedyashkin/Moscow Agency
Por um período de teste de um ano, capital russa substituiria identidades de seus cidadãos por um aplicativo para smartphone. Após isso, outras regiões poderiam seguir seu exemplo.

Repórteres do jornal russo Kommersant descobriram, em 25 de maio de 2020, um projeto no portal de atos normativos, para testar, por um ano, a substituição das carteiras de identidade em Moscou por um aplicativo de smartphone. O documento é do Ministério das Comunicações da Rússia.

A ideia era realizar o experimento entre 1 de julho e 31 de dezembro de 2021, e que empreendedores individuais e residentes adultos de Moscou participassem voluntariamente. Mas, apenas uma hora após a publicação, o documento foi excluído e a Prefeitura de Moscou se recusou a comentar o assunto.

A "identidade móvel" poderia ser usada para substituir a de papel em qualquer caso em que ela fosse necessária, relata o Kommersant. Bastaria, para tanto, emitir uma assinatura eletrônica no aplicativo e obter um código QR.

O sistema também confirmaria a idade da pessoa ao comprar bebidas alcóolicas ou cigarros, registrar-se em hotéis, marcar voos e passagens de trem ou relatar incidentes à polícia. Além disso, o aplicativo forneceria acesso ao registro de empreendedores individuais, marcando os devidos impostos da declaração de pessoa física quando da compra e venda de carros, do acúmulo de pensões e de outros serviços.

Como acessar o aplicativo?

Cidadãos com mais de 18 anos de idade e registro permanente ou temporário em Moscou poderão participar dos testes.

Os moscovitas poderão instalar o aplicativo no smartphone ou tablet. Além do aplicativo, eles precisarão criar uma conta no portal Gosuslugi, de serviços do Estado (muitos russos já têm conta lá), além de enviar vídeos de seus rostos e gravações de voz para ter suas identidades reconhecias nos centros de concessão de serviços do governo. O aplicativo estará disponível somente após todos os dados terem sido verificados por funcionários do Ministério da Fazenda russo.

Os cidadãos participantes do teste estarão proibidos de conceder acesso ao aplicativo a outras pessoas. O Kommersant escreve que não há especificações de como será feito o controle sobre isso.

Quando o aplicativo será lançado?

Segundo o documento deletado, o aplicativo deve entrar em funcionamento em 1º de dezembro de 2020. No entanto, a "Identidade Móvel" não substituirá completamente a de papel: os cidadãos poderão usar dois tipos de identificação ao mesmo tempo, segundo declaração do Ministro das Comunicações, Maksut Chadaev, na conferência on-line "Serviços Digitais durante a Pandemia", realizada em 26 de maio.

Em julho de 2019, o vice-premiê russo Maksím Akimov já havia dito que em 2022 as identidades em papel não seriam mais emitidas na Rússia, substituídas por eletrônicas. O site “The Bell” sugere que o projeto do aplicativo móvel se parece com um protótipo do sistema russo de passaportes eletrônicos, mas o Ministério das Comunicações ainda não comentou a declaração.

O ajuste do funcionamento do sistema levará alguns anos depois do lançamento do aplicativo, segundo Serguêi Vikharev, diretor da consultora de tecnologia KPMG na Rússia e na CEI.

 

LEIA TAMBÉM: Moscou é segura? Mulheres podem viajar sozinhas? Veja as respostas para estas e outras perguntas

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies