Mais três regiões da Itália pedem ajuda a militares russos para combater pandemia

Sputnik
Contrariando críticas, embaixador da Rússia na Itália enfatizou que “se os militares não fizessem o que é necessário, esses pedidos não chegariam”.

Autoridades das regiões italianas de Piemonte, Apúlia e Friul-Veneza Júlia solicitaram à Rússia o envio de militares russos para ajudar na luta contra a pandemia do novo coronavírus. A informação foi exposta pelo embaixador russo na Itália, Serguêi Razov, citado pelo jornal russo “Krasnaya Zvezda”.

“As notícias do trabalho heroico de nosso pessoal militar se espalharam por toda a Itália. Estamos recebendo centenas de telefonemas e cartas agradecendo à Rússia, ao presidente russo que respondeu ao pedido do primeiro-ministro italiano e rapidamente, literalmente em poucos dias, enviou a unidade”, declarou o diplomata.

Ainda segundo Razov, contrariando críticas da assistência, “se os militares russos não estivessem fazendo o que é necessário, esses pedidos não chegariam”.

Nos últimos dias, especialistas das Forças Armadas russas, juntamente com os membros do Exército italiano, desinfetaram três instalações de cuidados domiciliares na província de Brescia, na Lombardia (norte da Itália).

A decisão de enviar equipes russas à Itália foi tomada ainda em 21 de março, após conversa telefônica entre o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte e o presidente russo Vladimir Putin.

Entre a noite de 22 de março e a manhã de 25 de março, chegaram à Itália 15 aviões, transportando cerca de 100 virologistas militares e especialistas em epidemiologia do Ministério da Defesa da Rússia, oito brigadas de enfermagem para combater o surto de vírus no país europeu, além de equipamentos para diagnóstico e desinfecção.

LEIA TAMBÉM: OMS inicia testes com nove vacinas russas contra covid-19

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies