Gato mantém dona como refém na cozinha por dois dias em Arkhanguelsk

Hannibal Poenaru/Visual Hunt
Incapaz de circular na própria casa, mulher foi obrigada a gritar por socorro.

Imagine que sua cozinha se torna uma prisão, e seu gato, o carcereiro. Foi justamente isso que ocorreu com uma mulher em Arkhanguelsk (990 quilômetros ao norte de Moscou), no Oceano Ártico, informou o serviço de resgate local em seu site oficial.

Por volta do meio-dia de 19 de janeiro, um transeunte escutou os pedidos de socorro de uma mulher, que gritava pela janela do segundo andar. Segundo ela, estava trancada em sua cozinha por dois dias porque seu animal de estimação havia “enlouquecido”. Toda vez que ela tentava sair do quarto, o gato a atacava ferozmente.

Os socorristas, usando uma escada para obter acesso a janela, encontraram a mulher dentro de seu apartamento, antes de capturar o bichano com um cobertor. O gato foi então colocado em uma caixa de transporte e devolvido à tutora.

Apesar do susto, nenhum dos personagens desse incidente saiu ferido.

LEIA TAMBÉM: 8 raças de gatos nativas da Rússia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies