Russa que perdeu perna em acidente dá volta por cima com perfil no Instagram e livro sci-fi

Semmi Djabrail
Há dois anos, Semmi Djabrail se envolveu em um acidente de trânsito, após o qual perdeu a perna direita. Mas isso não a impediu de participar de sessões de fotos – e de trabalhar em um livro sobre seu futuro.

Semmi Djabrail nasceu no Cáucaso do Norte, no sul da Rússia. Com apenas 15 anos, começou a estudar na universidade. Depois de concluir o curso e se tornar fiscal de imposto, mudou-se para São Petersburgo, onde se envolveu ativamente em esportes e abriu um perfil no Instagram. Na ‘capital cultural’ da Rússia, a aspirante a modelo Semmi trabalhava em um bar, mas sonhava em se mudar para os EUA.

“Tinha uma pessoa esperando por mim em Nova York. Eu queria começar a fazer bonecos articulados por lá: sempre sonhei em ter um estúdio próprio, meio empoeirado e sombrio, pequeno e aconchegante”, disse, em entrevista ao Sobaka.ru.

Nas primeiras horas de 8 de setembro de 2017, o carro em que Semmi e uma amiga estavam bateu contra uma barreira de segurança em uma estrada entre São Petersburgo e Viborg. A perna direita de Semmi foi arrancada na mesma hora. 

“Esperamos a ambulância por um longo período de tempo. Nunca esquecerei a vida fluindo de mim, e eles aplicando um torniquete para estancar o sangramento. Não sentia meu corpo, mas tentei não morrer, porque eu não queria. Eu estava com dor e muito assustada”, escreveu Semmi em seu blog.

Além de perder a perna, Semmi quebrou outras partes do corpo.

Ela teve que passar por cinco operações completas, entre as quais uma durou dez horas. Após o acidente, Semmi ficou em coma por seis dias.

Apesar da ajuda de psicólogos e psicoterapeutas para ajudá-la a lidar mentalmente com a amputação, ela diz que se tornou “sua própria médica”.

“As pessoas ainda me escrevem: pera aí, eu não preciso [desse tipo de suporte] há muito tempo. Eu sei que as pessoas vivem com essas condições, que é possível ser feliz mesmo sem um de seus membros”, disse ao Sobaka.ru.

Um ano após o acidente, Semmi decidiu fazer uma prótese. Ela arrecadou dinheiro com a ajuda de parentes, amigos – e seus seguidores do Instagram.

A prótese custou 4 milhões de rublos (em torno de US$ 61.000).

Dois meses após o lançamento da vaquinha on-line, Semmi postou a primeira foto com a nova perna protética.

LEIA TAMBÉM: Inspirada em brasileira, tatuadora ajuda russas vítimas de violência

A russa continuou participando de sessões de fotos e escrevendo em seu blog, onde reconta sua história e apresenta os relatos de outras pessoas com membros amputados.

O principal objetivo da Semmi é, segundo a própria, mudar a atitude do público em relação às pessoas com deficiência.

“Não quero ser vista apenas como uma pessoa com deficiência. As pessoas devem começar a entender que ser diferente não quer dizer ‘ruim’ ou ‘assustador’. Esse preconceito está desacelerando nossa sociedade, as pessoas têm medo de tudo. Não sinto limitações. Alguns meses se passaram, e cá estou, sentada com você em um café no centro da cidade”, disse Semmi ao jornalista do Sobaka.ru.

Desde o acidente, o número de seguidores de Semmi no Instagram aumentou de 15.000 para 168.000.

Ela planeja agora lançar um livro e um romance gráfico baseado em sua história de vida.

“O importante é que o romance gráfico seja sobre o futuro, sobre o meu futuro. Terá muitos personagens (incluindo meus verdadeiros amigos), um enredo original e desenhos muito bonitos e únicos no estilo ‘neoficção científica’. O livro cobrirá a história da minha vida. Algumas coisas que vocês já leram no meu blog, mas outras que nunca ouviram antes”, declarou em uma publicação nas redes sociais.

Confira mais fotos de Semmi:

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies