Força-tarefa irá conter ursos que se aproximam de cidades no Extremo Oriente russo

Anvar Galeev/Global Look Press
Diante de ameaças, grupo interinstitucional em Kamtchatka quer aumentar a segurança de locais. Península russa concentra 5% de todos os ursos do planeta.

As autoridades da península de Kamtchatka, no Extremo Oriente russo, anunciaram planos de criar um grupo de intervenção interinstitucional para responder à emergências relacionadas a ursos. A iniciativa faz parte de um pacote de medidas destinadas a aumentar a segurança dos cidadãos.

Na região vivem grupos de ursos que muitas vezes se aproximam de cidades e aldeias, representando ameaça para a população local. Em Kamchatka, existem cerca de 15.000 ursos, isto é, 15% da população total de ursos na Rússia e 5% da mundial.

LEIA TAMBÉM: Como os ursos invadiam as ruas da Rússia 

“As recomendações apresentadas para a criação desses grupos interinstitucionais foram elaboradas pela agência para proteção da fauna e flora de Kamtchatka”, disse Serguêi Khabarov, vice-presidente do governo regional.

“Os ursos deverão ser abordados por pessoal treinado. Em geral, estamos falando de caçadores armados que possuem armas e treinamento adequado”, acrescentou.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies