Metrô de Moscou ganha 7 novas estações, e uma delas oferece até download de e-books

Interiores elaborados e tecnologia são aposta do governo para manter título de “maior museu subterrâneo do mundo”. Enquanto uma estação parece uma casa de campo com teto de queijo, outra se assemelha a uma verdadeira rodovia.

Com sete novas estações de metrô recentemente adicionadas às 215 previamente existentes, Moscou conta agora com 14 linhas de metrô que levam passageiros a 222 localidades. No último dia 30 de agosto, as autoridades da cidade abriram as seguintes estações: Michurinsky Prospekt, Ozernaya, Govorovo, Solntsevo, Borovskoye Shosse, Novoperedelkino e Rasskazovka. E, como era de se esperar, o design das novas estações segue a arquitetura e a engenharia características do metrô de Moscou.

Michurinsky Prospekt (lê-se Mitchúrinski Prospekt)

O hall de entrada desta estação de metrô, pintada de vermelho e laranja, foi construído para se parecer uma janela panorâmica com vista para um parque nos arredores. O tema “frutas silvestres” da estação é uma homenagem ao famoso pesquisador russo Ivan Michurin. A ideia é que as paredes da estação e o parque se complementem.

Ozernaya (lê-se Oziórnaia)

Essa estação, cujo nome significa “lago”, é apropriadamente decorada com imagens de vitórias-régias. Possui tons suaves de azul e verde, e o teto perto da entrada se parece com ondulações na superfície de um lago após alguém jogar uma pedrinha.

Govorovo (lê-se Góvorovo)

O ponto alto desta estação é a iluminação do teto preto na forma de labirinto, que reflete no piso de granito formando desenhos abstratos. Essa iluminação incomum confere um toque elegante à estação.

Solntsevo (lê-se Sólntsevo)

Esta estação foi construída de tal maneira que se assemelha a casas rústicas com telhado inclinado e deve ter um efeito pacificador nos habitantes da megalópole. Os buracos nas paredes e no teto permitem a entrada de luz natural, mas também por isso a estação lembra mais um queijo esburacado. Se estiver num dia ruim, desça na Sólntsevo, já que o engenhoso efeito de luzes irá provavelmente ajudá-lo a sorrir.

Borovskoye Shosse (lê-se Borovskóie Chossé)

Esta é mais do que uma estação: é uma estrada. Linhas pontiagudas que se parecem com flechas, o interior laranja brilhante grita velocidade, e carros correm pelo teto.

Novoperedelkino (lê-se Novoperedélkino)

Com teto arqueado e vidros com motivos vermelho e branco, a entrada dessa estação parece um salão imperial. Tirar os olhos dos detalhes é simplesmente impossível.

Rasskazovka (lê-se Rasskázovka)

Esta estação foi construída em homenagem à literatura russa. Em vez de paredes, há prateleiras de livros digitais, enquanto os arquivos de bibliotecas substituem as colunas. O mais impressionante é que é possível ler esses livros gratuitamente. Para isso, basta ler o código QR e fazer o download do livro em seu celular ou tablet.

Pronto para embarcar? Confira então esses 9 passos para andar no metrô de Moscou como se fosse um local.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies