Como ganhar dinheiro com o meteoro que assustou a Rússia 5 anos atrás

Fragmentos da rocha são vendidos por preços que variam entre US$ 40 e US$ 40 mil no mercado negro.

O dia 15 de fevereiro de 2013 começou como outro qualquer, mas rapidamente virou a toda a cidade de Tcheliabinsk (1.200 km a leste de Moscou) de cabeça para baixo.

Um flash no céu e uma explosão deixaram inúmeras janelas quebradas, e mais de mil pessoas feridas. Alguns moradores com espírito empreendedor, no entanto, foram rápidos para lucrar com o inesperado objeto espacial.

“As pessoas começaram a ganhar dinheiro no mesmo dia que o meteorito que caiu perto da cidade. O prefeito de Tcheliabinsk ordenou que todas as janelas quebradas fossem substituídas por novas, de graça. Aqueles que tinham janelas e vidros velhos quebraram tudo em pedaços para culpar o meteorito pelo dano", disse um guia no Museu Histórico Estatal dos Urais do Sul.

Uma expedição especialmente formada para a ocasião descobriu centenas de fragmentos de meteoritos, pequenos e grandes, na área de impacto e no arredores. O maior fragmento encontrado está atualmente exposto no Museu Histórico Estadual dos Urais do Sul, em Tcheliabinsk.

Queimado e marcado por buracos, trata-se de rocha maciça que não está à venda.

Fragmentos menores têm demanda mesmo cinco anos após o incidente. São pedaços de tamanhos diferentes vendidos no museu, todos entregues com um certificado de origem.

Peças parecidas também são vendidas no aeroporto e em lojas de suvenires da cidade. Os preços variam de 675 rublos (R$ 40), para um pequeno pedaço pesando 0,06 gramas, até 82.500 rublos (R$ 4.760) para um fragmento de 91 gramas.

Os exemplares mais impressionantes, no entanto, são vendidos às escondidas, e a internet está cheia de anúncios oferecendo pedaços do meteorito de Tcheliabinsk.

O preço no mercado negro varia de apenas alguns milhares de rublos (entre R$ 130 e R$ 165) para pequenos fragmentos, até 2,1 milhões de rublos (R$ 122.000) para uma peça de 3,4 quilos.

No entanto, a autenticidade das rochas no mercado negro é altamente questionável.

Morador de Tcheliabinsk, Konstantin está vendendo seu suposto meteorito por 100.000 rublos (R$ 5.700). Ele admite que a peça vai exigir autenticação científica antes de a venda ser fechada.

Antes de exibir a peça à reportagem, o vendedor examinou cuidadosamente a carteira de imprensa do repórter. Só depois foi buscá-la numa loja das proximidades, onde fica guardada: Konstantin teme uma possível batida policial.

Os moradores vendem as peças, mas falham ao tentar comercializar ainda o aspecto explosivo da meteoro sobre a cidade.

Os famosos doces chamados apropriadamente de "Meteorito" são vendidos rapidamente e dificilmente repostos.

Não há nenhuma cerveja artesanal com o nome da rocha ou uma loja de suvenires dedicada exclusivamente ao dia em que o céu sobre esta cidade dos Urais foi iluminado por uma estranha bola de fogo que caiu na Terra.

Clique aqui para saber mais sobre o meteorito de Tcheliabinsk.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais