Copa do Mundo incentiva busca por aulas de russo na América Latina

De todos os países, há um crescimento mais notável na busca pela língua na Argentina, no Peru e na Costa Rica.

De todos os países, há um crescimento mais notável na busca pela língua na Argentina, no Peru e na Costa Rica.

Legion Media
Há menos de 100 dias do início do Mundial, fãs de muitos países da região começam estudar a língua do país-sede.

Notícias de diversos países da América Latina apontam para um boom nas matrículas em cursos para aprendizado da língua russa.

As reportagens também dão recomendações para quem decidiu se aventurar no idioma de Dostoiévski e Tchékhov. Além de, claro, dicas para preparar a viagem à Rússia.

De todos os países, há um crescimento mais notável na busca pela língua na Argentina, no Peru e na Costa Rica.

Segundo a agência de notícias Telam, foi após a classificação da seleção argentina para a Copa do Mundo Fifa 2018, em outubro do ano passado, que o interesse pela língua russa começou a crescer em Buenos Aires.

"Recebemos cerca de 100 inscrições para o curso de russo em apenas dez dias”, disse à Telam o vice-diretor do Centro Universitário de Idiomas (CUI) da Universidade de Buenos Aires, Mariano Cordoni.

O jornal costarriquenho La Nación lançou uma seção especial chamada "Ticos à Rússia", dedicada aos fãs do país que viajarão ao país em junho.

Entre outras coisas, o jornal publicou um vídeo em que ensina as palavras básicas que o turista precisa saber e uma lista de centros de ensino do russo no país.

A mídia peruana também fala sobre a necessidade de aprender o idioma antes da viagem à Rússia. "Depois de pagar os bilhetes para avião, hotel, comida e ingressos aos estádios, é necessário saber pelo menos algumas palavras em russo, o único idioma oficial na Federação Russa”, informa a agência Andina.

No texto da agência ainda há algumas informações interessantes: “O russo é falado por mais de 295 milhões de pessoas em todo o mundo e é a língua materna de 170 milhões de pessoas, dos quais 119 milhões moram na Rússia".

Embora em Lima existam poucas opções para estudar a língua, a mídia local incentiva os peruanos a fazer aulas on-line no YouTube.

Se interessou pela língua? Então leia "Tudo o que você sempre quis saber sobre dicionários russos".

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies