Como se inscrever em uma universidade russa usando o site education-in-russia.com

Viatcheslav Prokófiev/TASS
Agora existe um novo site para estrangeiros que desejam estudar na Rússia: education-in-russia.com. Nele você pode se inscrever para estudar on-line e muitos programas oferecem aulas gratuitas. O Russia Beyond explica abaixo a melhor forma de usar o novo serviço.

A Agência Federal Russa para Cooperação Internacional, conhecida pelo acrônimo Rossotrudnichestvo, lançou recentemente um novo site por meio do qual qualquer estrangeiro pode preencher um formulário on-line para estudar na Rússia.

“Este novo serviço, tipo balcão único, foi projetado para fornecer um processo completamente transparente – desde o envio de uma inscrição e as várias etapas do processo de admissão até ajuda para visto e migração”, disse a agência em nota à agência TASS.

Os estudantes têm, no total, 741 estabelecimentos de ensino para escolher em toda a Rússia. O programa oferece três formas de estudo: no próprio campus (tempo integral), misto de campus/não presencial (meio período) e não presencial. Os alunos podem se inscrever para cursos profissionalizantes em faculdades russas ou se matricular em uma universidade do país para realizar bacharelado, mestrado ou especialização. Também há opção de cursos de pós-graduação, pós-graduação militar, ou oportunidades de residência médica.

Universidade Estatal de Moscou Lomonossov

“Depois de receber o diploma, você pode continuar seus estudos fazendo doutorado, cursos de atualização ou concluindo programas de reciclagem profissional”, lê-se no site.

Como se inscrever

O pedido de admissão deve ser preenchido por meio de uma conta pessoal no site. Os interessados devem, portanto, selecionar com antecedência pelo menos seis universidades onde gostariam de estudar e decidir também o curso e o regime de estudo.

Os seguintes documentos devem ser anexados à solicitação:

  • Cópia do passaporte ou outro documento que confirme a identidade do requerente;
  • Cópia de diploma/certificado de nível de escolaridade do candidato;
  • Formulário on-line preenchido;
  • Fotografia contra fundo branco.

As universidades selecionadas devem ser listadas em ordem de prioridade. Todos os documentos devem ser traduzidos para o russo com antecedência e certificados por um tradutor juramentado ou órgão responsável. Algumas universidades podem exigir documentos adicionais; por isso, recomenda-se que os futuros alunos verifiquem essas informações no site da universidade ou junto a seu departamento de admissões.

Os estudantes interessados também devem analisar com antecedência os valores cobrados pela instituição de ensino – esses dados podem ser encontrados no site de cada instituição.

Os estrangeiros podem pagar seus estudos com recursos próprios, receber fundos de doações ou empresas privadas, ou tentar uma bolsa de estudos do governo russo. Todos os anos, até 15 mil estudantes estrangeiros se matriculam em universidades russas com bolsas fornecidas pelo governo; para se candidatar, é preciso entrar em contato com o escritório de representação da Rossotrudnichestvo ou com o consulado/embaixada da Rússia em seu país.

Processo de seleção em duas etapas

Via de regra, o processo para ingressar em um estabelecimento de ensino superior na Rússia consiste em duas etapas – um teste inicial de qualificação no país “de origem” do requerente e um exame de admissão na própria instituição escolhida.

Depois de enviar a inscrição, os interessados recebem informações sobre as etapas de qualificação por meio de sua conta pessoal no site da Rossotrudnichestvo. Caso o processo siga adiante, eles devem se inscrever para uma entrevista ou teste de qualificação, que ocorrerá dentro de um prazo especificado. Na próxima etapa, o estudante recebe notas que lhe atribuem uma posição no ranking geral dos candidatos no seu país de residência. Se as notas forem adequadas, o próprio serviço unificado irá informar o estudante, que receberá uma notificação pelo site para passar à segunda fase do processo de seleção.

A segunda etapa pode ser realizada remotamente ou em um estabelecimento de ensino superior na Rússia. Se a presença física do estudante for necessária, ele/ela precisará obter um visto, comprar passagens e viajar ao país para realizar o teste na data estipulada pela instituição. Os detalhes da visita são acertados com o respectivo estabelecimento de ensino.

Na chegada à Rússia, o estudante deve portar um pacote completo de documentos válidos. Todos a documentação deve ser traduzida para o russo por um tradutor juramentado:

  • Comunicado de aceitação para o curso;
  • Documento que comprove identidade e cidadania;
  • Cópia de diploma/certificado de nível de escolaridade do candidato, indicando disciplinas estudadas e notas atribuídas;
  • Atestado médico confirmando ausência de infecção por HIV ou qualquer contraindicação aos estudos na Rússia
  • Fotografia (formato especificado pela universidade escolhida)

Os documentos podem exigir legalização no país de emissão – isso significa que o consulado/embaixada da Federação Russa poderá anexar um selo especial confirmando que os documentos são verdadeiros. Informações sobre a necessidade de legalização também podem ser obtidas no consulado ou escritório de representação da Rossotrudnichestvo. Se o país de origem do estudante for membro da Convenção de Haia (que é o caso do Brasil), pode ser obtida uma apostila – selo especial confirmando a autenticidade dos documentos.

Visto de estudante e custos diversos

Assim que o aluno for aceito, o estabelecimento de ensino superior ou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia emitirá um convite para estudar no país. Ao recebê-lo, o estudante precisará obter um visto de estudante junto ao consulado/embaixada russa.

“Não é necessário visto para requerentes de vários países com os quais a Rússia celebrou um acordo de isenção de visto, enquanto cidadãos da Bielorrússia, Cazaquistão, Armênia, Quirguistão e Ucrânia podem entrar no país sem passaporte estrangeiro”, lê-se no site.

Ao chegar à Rússia, é obrigatório que o aluno faça um seguro médico. A apólice, que custa anualmente de 4.000 a 12.000 rublos (aproximadamente R$ 290 a R$ 870), cobre tratamento em diversas clínicas ambulatoriais do país. As universidades também oferecem acomodação (alojamento) para os alunos que estudam no campus a um custo que varia de apenas 300 rublos a 10.000 rublos (de R$ 22 a R$ 722) por mês, dependendo da instituição.

Prova de língua russa

Na maioria dos estabelecimentos de ensino superior na Rússia, as aulas e seminários são ministrados exclusivamente em russo. Por isso, o portal também oferece ensino de idiomas em escolas específicas, seja por ensino à distância ou em faculdades preparatórias.

Certas instituições de ensino superior também exigem a aprovação em um exame especial de conhecimento da língua russa, o Teste de Russo como Língua Estrangeira (TORFL).

A prova é realiza em dois dias e consiste em cinco subtestes: Gramática e Vocabulário, Escrita, Fala, Escuta e Leitura. O exame custa cerca de 5.500 rublos (quase R$ 400) e pode ser feito nos centros TORFL credenciados em qualquer parte do mundo. O certificado é emitido para qualquer pessoa com pelo menos 66% de aproveitamento em cada subteste.

  • Os estudantes que não tenham obtido nota suficiente têm a oportunidade de repetir qualquer parte do teste mediante pagamento de uma taxa extra. O TORFL também pode ser realizado nos seguintes estabelecimentos de ensino superior russos:
  • Universidade Sociopedagógica do Estado de Volgogrado
  • Instituto Estatal A.S. Púchkin de Língua Russa
  • Universidade Federal de Kazan (região do Volga)
  • Universidade Estatal de Moscou Lomonossov
  • Universidade Pedagógica do Estado de Moscou
  • Universidade Estatal de Pesquisa Nacional de Tomsk
  • Universidade Estatal de Penza
  • Universidade Estatal de Pskov
  • Universidade Pedagógica Estatal Russa Herzen
  • Universidade Russa da Amizade dos Povos
  • Universidade Estatal de São Petersburgo
  • Universidade Estatal de Tiumên
  • Universidade Estatal do Sudoeste da Rússia
Edifícios do campus da Estatal de Moscou

LEIA TAMBÉM: 5 motivos para aprender a língua russa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies