Russo é uma verdadeira tortura! Concorda?

Legion Media
O que esperar da língua de Tchékhov e Tolstói? Pedimos a nossos leitores que tentassem lembrar como começaram a aprender o russo...

‘Uma verdadeira tortura’

“Estou aprendendo russo e é uma verdadeira tortura”, escreveu um usuário. “Mas é uma língua interessante e até bonita.”

Entre as coisas que fazem os estudantes de russo quase chorar estão casos (declinações), verbos de movimento, letras impronunciáveis ​​para quem não nasceu simplesmente russo (como Ы, Ь e Ъ) e a maior dificuldade para alguns: a letra cursiva que é realmente difícil de entender!

“A Rússia é um sofrimento eterno”, escreve outro usuário. Não podemos discordar! Até mesmo escritores clássicos admitiram que os russos gostam de sofrer e agora sabemos por quê.

E quer saber? Quanto mais você se liga ao russo, mais sofre.

“Estou estudando russo na universidade e às vezes quero realmente arrancar meus cabelos!”, escreve mais uma internauta.

“Tentei aprender russo na universidade, tentei por conta própria, tentei com meu marido, que é russo”, revela outra. “Quanto mais longe você chega, parece que maior é a bagunça.”

“Acho que eu era mais feliz sabendo só um pouco de russo”, escreve um outro leitor. “Agora conheço todos esses casos, verbos de movimento, verbos reflexivos e não tenho prática suficiente para usá-los direito. Por isso, eu paro com mais frequência agora, penso demais nas coisas, porque sei quando acontece um caso instrumental, pretérito, plural...”

“Tive muita dificuldade para aprender a gramática russa. No final das contas, aprendi a falar russo com a população local e nos mercados”, conta outra leitora.

As letras são só ilusão

Para muitos leitores, o alfabeto cirílico é algo que confunde. Algumas letras se escrevem de maneira igual em russo e em português, mas são completamente diferentes! E o que é mais assustador: essas letras são diferem nas versões minúsculas e maiúsculas.

“Achei que tinha decifrado o alfabeto. Até ver as letras minúsculas”, reclama outro leitor. “No russo, ‘m’ não é a letra minúscula de ‘M’, mas de ‘T’.”

A caligrafia russa pode ser um desafio até para falantes nativos, mas, para os estrangeiros, é ainda mais difícil.

“Meu amigo russo disse que minha letra cursiva russa é ótima”, escreve um leitor. “O problema é que às vezes eu mesmo não consigo ler o que acabei de escrever!”

“É uma língua bem difícil, mas estou conseguindo lidar com ela pouco a pouco. Ajude-nos, Tim Kirby!”, escreve outro leitor, fazendo referência a nosso colunista.

“O engraçado é que consigo ler com muita facilidade... Aprendi sozinho há cerca de 20 anos”, escreve o internauta Andrew Aldrich Porter. “Parece ótimo, né? Mas quem disse que consigo falar?”

“Estou até cantando canções infantis, músicas antigas russas, para me ajudar a lembrar as palavras e a pronúncia”, escreve uma internauta.

Por que estudar russo então, se é tão difícil?

Quando você se acostuma com um novo idioma, começa a gostar. “A língua é tão bonita e quando você a vê em cursivo fica ainda mais!”, escreve uma leitora.

Outro leitor comentou em matéria nossa sobre o idioma: “O russo é a língua mais primorosa. Se você falar russo será outra pessoa, outra entidade. E aí a língua se abre e revela-se, mostrando também a pátria-mãe. Nada além disso pode ser difícil.”

LEIA TAMBÉM: Os 5 melhores apps para aprender russo e ganhar vocabulário!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies