Vladímir, Borís, Geórgui e outros nomes russos que todo mundo pronuncia errado

Aleksei Drujinin/Sputnik
O mundo todo adapta o russo ao transliterar facilitando sua pronúncia. Mas, de Lênin a Pútin, você já pronunciou “Vladímir” corretamente alguma vez?

1. Vladímir

Vladimir Putin caçando na taiga.

Este é, provavelmente o nome russo mais comentado mundo afora (e todos sabemos a razão disso!). Na verdade, a maioria dos estrangeiros comete o mesmo erro, pronunciando “Vladimír”.

Em russo, o nome soa, na realidade assim: “Vladímir”.

E, por favor, não o diminutivo de Vladímir NÃO é Vlad (que é, na verdade, o diminutivo de Vladisláv). O diminutivo de Vladímir é, sim, Vôva ou Volódia. Achou estranho diminutivos terminados em “a”? Então saiba que “Vânia”, em russo, não é um nome feminino, mas sim apelido de “Ivan” (e é por isso que uma peça de Tchékhov se chama “Tio Vânia” – não, não era um protesto contra o binarismo de gênero).

2. Pável

Retrato do imperador Pável 1° pintado por Vladímir Borovikóvski.

Pois é, a tônica de Pável também anda se deslocando para o lugar errado mundo afora. O coitado do Pável do seriado “Better than us” (que a Netflix sequer teve a audácia de verter para o português, deixando o título na tradução intermediária em inglês) virou Pavél na locução. Terrível! O tsar (que no Brasil é conhecido também como “Paulo” – já que não existia Netflix quando os livros de história começaram a traduzir, pois senão quiçá o conhecêssemos por “Paul”) e todos os homônimos dele são: “Pável”. E seu diminutivo mais conhecido é “Pácha”.

3. Borís e Denís

O ex-presidente russo Borís Iéltsin.

Boris é o nome mais popular entre os mafiosos de filmes de Holywood. O engraçado é que ele é pronunciado erroneamente, como “Bóris”. Mas um russo que carregue esse nome (seja o político assassinado Nemtsov, o ex-presidente Iéltsin ou o escritor Akúnin) só se pronuncia corretamente de um jeito: “Borís”.

Uma dica extra é que, uma vogal “o” que não seja tônica em russo geralmente vira “a”. Isto significa que quando você escutar um russo dizendo “Barís” ele estará se referindo a um simples “Boris”. Entre os apelidos carinhosos para esse nome estão: “Bória”, “Bórenka”, “Bórka”, “Bóretchka”.

Denís é outro nome que será invariavelmente pronunciado errado em português: sua tônica está no “i” e isso o aproxima de um nome feminino em português, mas o correto, em russo, é assim: “Denís”, e não “Dênis”. Entre seus diminutivos estão: “Deníska”, “Dênia” etc.

4. Gueórgui

Gueórgui Jukov

Outro nome cuja tradução passa tantas vezes pelo inglês que se perde em português é “Gueórgui”. Não, ele não é pronunciado como o “George” do cantor “Boy George” ou do macaquinho “George, o Curioso”. Em russo, o nome que, traduzido para o português, resultaria em Jorge, é pronunciado “Gueórgui”.

E um bônus: Iúri é sinônimo de Gueórgui e, até os anos 1930, os dois nomes eram intercambiáveis, como primeiro como “diminutivo” do último. Depois desse período, os dois viraram oficialmente nomes diversos. Alguns dos apelidos de Gueórgui são: “Jóra”, “Jóratchka”, “Guérotchka”, “Guécha”, “Gócha”, “Góchenka”, “Góra” e assim por diante.

5. Aleksandra

A imperatriz Aleksandra Fiódorova com Nikolai 2°.

É claro que “Aleksandra”, “Aleksêi”, “Aleksandr” são motivos de confusão-mor em português pelo simples fato de que queremos chamar todos de “Alexandra”, “Aleixo” (pelo menos é o nome que “colou” para um certo tsar) e “Alexandre” e a grafia desses nomes em inglês é idêntica à do português. Mas não, eles não são pronunciados em russo com som de “ch”, mas de “ks”. Assim, não se deixe enganar por transliterações que passam pelo inglês e grafam esses nomes com “x”: seu som é de “ks”.

“Aleksandra” e “Aleksandr” compartilham um diminutivo: “Sacha” (aqui, sim, com som de “ch”), enquanto o diminutivo mais comum de Aleksêi é, provavelmente, “Liôcha”.  

LEIA TAMBÉM: Você sabia que a Moscou do português brasileiro é mais próxima do original que a própria russa?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies