Putin anuncia retomada gradual das atividades econômicas na Rússia a partir de 12 de maio

Kremlin.ru
Situação continua “tensa” e país ainda não atingiu pico, segundo presidente russo.

O presidente russo Vladimir Putin decidiu estender até 11 de maio o regime de isolamento social em todo o país devido à ameaça do coronavírus. O anúncio foi feito durante videoconferência com governadores das regiões russas nesta terça (28).

A situação do novo coronavírus na Rússia continua muito tensa e o país ainda não passou do auge, avaliou Putin. Inicialmente, as medidas eram válidas até fim de abril.

“O número diário de novos casos da doença se estabilizou relativamente. Mas isso não deve nos acalmar, pois a situação permanece muito tensa. Especialistas e cientistas dizem que o pico [de infeções] ainda não passou”, enfatizou o presidente.

“Agora estamos provavelmente diante do estágio mais rigoroso da luta contra essa epidemia”, completou.

Segundo Putin, a Rússia estaria, contudo, conseguindo desacelerar o ritmo da disseminação de novos coronavírus no país e achatar a curva.

“Este é o resultado de trabalho comum, da responsabilidade de milhões de cidadãos de nosso país, que seguiram as recomendações de médicos e especialistas, cuidando de sua própria saúde e da saúde de outros”, destacou.

Na Rússia, já haveria dois feriados prolongados no início de maio, com três dias úteis entre eles – 6, 7 e 8 de maio. “Acredito que será apropriado declarar esses três dias como não úteis. Os salários normais devem ser preservados. O período de folga do trabalho vai até 11 de maio. Chamo a atenção para o fato de que medidas preventivas severas devem ser reforçadas [nesse período]”, afirmou Putin.

Levantamento das restrições

Após o país ultrapassar o pico da epidemia de coronavírus, o levantamento das restrições não ocorrerá simultaneamente em todo o país, afirmou o presidente russo.

Segundo ele, mesmo depois que o país passar pelo auge da epidemia, a situação pode permanecer tensa em algumas regiões, “o que significa que não podemos discutir qualquer levantamento simultâneo de restrições, isso é simplesmente inadmissível”.

“Devemos nos preparar para um caminho difícil pela frente, no qual todos os riscos devem ser previstos”, destacou Putin.

As autoridades competentes foram incumbidas de preparar planos para suspensão gradual das medidas restritivas a partir de 12 de maio. A meta é que projetos estejam prontos até 5 de maio.

“Instruo o governo, a Rospotrebnadzor [agência de vigilância sanitária russa]

a preparar recomendações em conjunto com o grupo de trabalho do Conselho de Estado [órgão consultivo do Presidente da Federação Russa], ou seja, critérios e parâmetros para o levantamento passo a passo das medidas restritivas começando em 12 de maio”, declarou Putin, ao ressaltar que as medidas só devem ser tomadas “dependendo da situação epidemiológica atual e de previsões estáveis”.

LEIA TAMBÉM: 75% dos russos apoiam isolamento e medidas do governo para combater o coronavírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies