Russo é MUITO mais fácil do que você pensa! (Parte 1)

Irina Baranova
Esta língua parece indomável... Mas não é! Nesta primeira parte de uma série criada por Tim Kirby, você vai descobrir um pouco mais sobre as misteriosas letras que impregnam a arte da capa de livros russos – e ir muito além do И e do Я!

Os falantes nativos de qualquer idioma geralmente não sabem muito sobre a gramática, apesar de falarem bastante corretamente porque... bem, são falantes nativos da língua.

O russo não é exceção. Se você perguntar qualquer coisa sobre gramática para um russo médio, a resposta será “tchivô?” (“Чего?”, ou seja, “o quêêê?”), já que eles não precisam pensar no gênero das palavras ou em como decliná-las.

Mas, apesar de os falantes nativos não conhecerem muito bem as regras gramaticais do próprio idioma, os russos têm uma certeza absoluta: seu idioma é muito difícil! E isso é uma coisa muito ruim.

Como estrangeiro na Rússia, tive que tolerar centenas de palestras proferidas por russos que, convencidos, com base em boatos, de que “o russo é a língua mais difícil do mundo”. Há motivos para o pessimismo se um estereótipo russo. Os chineses, por outro lado, veem sua língua como difícil também, mas acreditam que isto seja uma coisa boa: “Nossa língua requer mais poder e talento cerebral do que a sua, Laowai!”

De acordo com o Instituto de Serviço Estrangeiro (Foreign Service Institute), o russo está no nível de dificuldade 4 ou 5 (contra o português, no nível 1), para falantes nativos de inglês. Outros que se encontram no mesmo nível são persa, grego, croata, hindi etc., superados apenas pelo árabe, cantonês, mandarim, japonês e coreano.

Você pode até tentar contar para os russos que a língua deles não é a mais difícil do mundo, mas eles nunca acreditarão porque repetiram a vida toda a mesma ladainha, apesar de centenas de etnias diversas da ex-União Soviética terem aprendido e continuado falando a língua – algumas delas, sequer tinham alfabeto quando começaram.

Além disso, não é evidência para os russos o fato deque qualquer ocidental que fique bastante tempo em Moscou fale bem a língua deles. Os russos que me desculpem, mas nesta série eu vou provar que seu idioma não é tão difícil difícil assim, principalmente com seu alfabeto fonético!

1. Ler o russo é sopa no mel graças ao alfabeto

Ler uma palavra em inglês é difícil para um lusófono porque cada letra soa de diferentes formas em palavras diferentes

Com o russo, porém, a experiência é totalmente diferente, porque a pronúncia é muito fácil com o cirílico! Cada letra em cirílico produz um som nítido, diferente do inglês, onde, por exemplo, a letra “A” pode produzir todos os tipos de sons em uma mesma palavra.

2. Você não sabe, mas já conhece pelo menos metade do alfabeto russo

Praticamente todas as vogais e muitas outras letras são idênticas em português e em russo. Mas não é só isso: qualquer adulto que teve aulas de matemática também reconhecerá outras letras do cirílico, como o Pi (π) e o Delta (Δ) – que se tornam, em russo “P” e “D” (П, Д). Outras letras gregas às quais você já foi certamente exposto são o Lambda (λ) Gamma (Γ) e Phi (Φ), que viram, em russo, Л, Г, Ф.

Assim, antes mesmo de abrir seu livro de russo pela primeira vez, graças a algumas correlações entre latim, cirílico e grego das aulas de matemático, você já conhece muitas das 33 letras russas. Além disso, essas letras comuns estão entre as mais usadas.

3. São só 33 letras!

Eu sei que já falei sobre esse assunto, mas o russo não é o chinês, com milhares de símbolos, ou o árabe, onde as letras mudam de aparência dependendo de sua posição na palavra. O russo tem 33 símbolos e é isso. Então, por que todo mundo acha que é tão difícil?

A maioria dos estrangeiros que eu conheci aprendem o alfabeto russo após uma semana de aula, já que já memorizaram boa parte do alfabeto cirílico inconscientemente.

4. Se você passar um tempo na Rússia, aprenderá inconscientemente cirílico mesmo

Quando eu servi no Corpo de Paz dos EUA no Cazaquistão, nós éramos incentivados a aprender cazaque e/ou russo. Alguns não estavam nem aí para isso, mas todo mundo, literalmente, conseguia ler o alfabeto depois de alguns meses.

Então, mesmo que você não esteja muito interessado, apenas ser exposto ao cirílico já permite que você o absorva de maneira mágica e inconsciente. Mas tenho uma forte sensação de que esse método passivo pode não funcionar para o japonês!

Resumo, não deem aos russos a chance de falar sobre o próprio idioma, porque eles não têm ideia do que estão falando! Ah, e não deixe que aquelas letras quadradas incomuns te assustem: elas são esparsas e são fáceis de aprender!

O cirílico é lógico, simples (sem dúvida a escrita mais simples da Terra) e até quem não quer aprender russo o aprende. Não deixe que medos irracionais o impeçam de aprender russo!

Вай ла, кампеау! (Vai lá, campeão!)

LEIA TAMBÉM: 7 motivos para nunca estudar russo (#sqn)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies