Projeto leva literatura russa a escolas do Estado de São Paulo

Além de cursos gratuitos em escolas públicas, editora especializada em literatura russa promove eventos para crianças em outros espaços.

A Editora Kalinka, especializada em literatura russa, deu asas, desde 2017, a um projeto para iniciar crianças na literatura russa. O segundo evento do projeto educacional da Kalinka foi realizado durante a festa de 10 anos da editora, em 2018, e introduziu os participantes ao universo do escritor infantil Kornêi Tchukóvski (1882-1969), até hoje, um dos mais amados da Rússia, com seu livro “Tarakã, o bigodudo”, que foi publicado pela editora em parceria com a produtora de eventos “Ars et Vita”

“O projeto ‘Kalinka na Escola’ promove oficinas que dão à criança noções de literatura e cultura russa, de editoração e de artes plásticas. Com ele, nós buscamos aproximar o pequeno leitor da cultura russa e do universo da leitura de forma leve e divertida”, explica Daniela Mountian, idealizadora do projeto  e pós-doutoranda da USP/Fapesp com pesquisa sobre literatura russa infantil.

Monitora e crianças da EMEIF Profº José Luiz de Aguiar, em Iguape (SP), participam de oficina da Kalinka durante o FLI (Festival Literário de Iguape).

O projeto, que tem coordenação de Marcela Schwab e participação de Fabio Flaks e Fabiola Notari, é composto atualmente pelas séries “Brincando de Escritor” e “Rússia em Desenhos”, fazendo parcerias tanto com escolas e institutos culturais, como com festivais literários, em São Paulo e em outras regiões do Brasil.

Brincando de escritor 

Na primeira oficina da série “Brincando de Escritor”, as crianças entram em contato com o livro “Tarakã, o bigodudo” e, depois, recontam-na em um livro em formato de sanfona, participando de várias etapas de sua produção: podem ilustrá-lo, colori-lo e/ou escrevê-lo, com orientação dos artistas plásticos Fabio Flaks, Fabiola Notari e Marcela Schwab.

O “Tarakã” é um dos poemas mais conhecidos das crianças russas, e conta a história de uma barata mandona que assusta todos os animais da floresta, até que se depara com um pequeno e livre pardal. Os participantes compreendem conceitos como medo (imaginário) e liberdade, além de se familiarizarem com noções de narrativa, sequência e montagem.

Imagem do livro

A oficina, voltada para crianças dos 7 aos 12 anos de idade, já foi realizada na Unibes Cultural, em São Paulo, em 2017 e 2018, e em Iguape, como parte da 7ª edição do Festival Literário de Iguape (FLI 2019), com curadoria de Bianca Santana e Fernando Faro. No FLI, foram atendidas 10 escolas públicas, com um total de mais de 400 crianças.

Outros escritores russos farão parte das futuras oficinas da série “Brincando de Escritor”, como Daniil Kharms e Aleksandr Kuprin, também publicados pela Kalinka.

Rússia em desenhos: cidades

Crianças da EMEF Vaz Caminha, em Iguape (SP), participam de oficina da Kalinka durante o FLI (Festival Literário de Iguape).

Outra oficina promovida pela editora, a “Rússia em Desenhos: Cidades”, é destinada a crianças da mesma faixa etária e oferece um passeio lúdico pela história e pela cultura da Rússia por meio de animações: as crianças conhecem algumas cidades, símbolos e costumes do país.

Crianças da Escola Municipal Pé da Serra, em Iguape (SP), participam de oficina da Kalinka durante o FLI (Festival Literário de Iguape).

Depois de um filme, elas aprendem a escrever o próprio nome com o alfabeto cirílico e recebem um cartão-postal, que elas mesmas ilustram, com o auxílio de moldes vazados, tintas guache e lápis de cor.

Para mais informações acesse a página do projeto.

LEIA TAMBÉM: 7 dicas para ensinar seu filho a falar russo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies