Estrangeiros têm direito de pegar livros em bibliotecas russas?

Biblioteca Estatal Russo Lênin, também conhecida como “Leninka”.

Biblioteca Estatal Russo Lênin, também conhecida como “Leninka”.

Legion Media
Saiba como obter um registro nas bibliotecas do país.

Como registrar-se na Biblioteca Estatal Russa

A principal biblioteca do país coloca russos e estrangeiros no mesmo nível. Para se registrar na Biblioteca Estatal Russa, mais conhecida como “Leninka”, é preciso ser maior de 18 anos, levar um documento de identidade e pagar uma taxa de 100 rublos (cerca de R$ 5).

Na mesma hora é feita uma foto para o cartão da biblioteca. Não é permitido levar livros para fora da biblioteca, mas há um imenso arquivo digital.

Quem estiver esperando a impressão de um documento pode passar um tempo no agradável café do local. Imagine quantos gênios já se sentaram nesse café e podem estar ao seu lado agora mesmo. Aproveite!

Interior da Biblioteca Estatal Russa.

Como registrar-se em outras bibliotecas

A maior parte das demais bibliotecas de Moscou estão abertas a estrangeiros. O único problema é que os livros só podem ser retirados por residentes de Moscou e da região da capital russa.

Linguistas e tradutores ficarão felizes em saber que a Biblioteca Estatal de Literatura Estrangeira Rudomino, conhecida como “Inostranka”, é aberta a estrangeiros e não cobra taxas. É necessário levar um documento de identidade, e os livros só podem ser retirados se a pessoa tiver um endereço fixo em Moscou por no mínimo um ano.

A Biblioteca Pública Histórica Russa, conhecida como “Istoritchka”, tem regras mais rígidas e exige, além da identidade, um documento que prove que a pessoa é estudante ou professora de uma instituição de ensino superior no país. Ela não cobra taxas e possui um rico arquivo de periódicos e outros materiais históricos. Há ainda um catálogo digital e é possível fazer uma consulta prévia de livros e edições. De acordo com os bibliotecários do local, estrangeiros visitam a biblioteca com frequência. O site está em russo.

Bibliotecas modernas e populares, como a Biblioteca Estatal para Jovens Adultos e a Biblioteca Turguêniev, são abertas ao público em geral. O cadastro é gratuito e é preciso apenas de um documento de identidade.

Existe uma longa lista de bibliotecas próximas ao centro de Moscou onde estrangeiros podem se cadastrar apresentando apenas a identidade. Quase todas hoje possuem uma área de coworking com computadores, Wi-Fi e cafés, além de realizar eventos culturais e educacionais.

Bibliotecas organizam eventos e leituras, inclusive em línguas estrangeiras.

Como se registrar em bibliotecas dos distritos de Moscou

Em bibliotecas de distritos moscovitas, as regras são quase iguais às anteriores. Estrangeiros devem mostrar um documento de identidade, mas alguns locais também podem pedir um registro em Moscou.

A Biblioteca Iessienin nº 186 recebe estrangeiros em suas salas de leitura.

Já a Biblioteca para Ciência e Tecnologia diz não receber muitos visitantes estrangeiros, mas por alguma razão tem frequentadores italianos ocasionais. 

E quanto a outras regiões?

A maior parte das bibliotecas de São Petersburgo também está preparada para receber visitantes estrangeiros, que devem apresentar suas identidades.

A Biblioteca Nacional Russa diz receber visitas frequentes de estrangeiros. A Biblioteca Nikolai Gógol pede um registro de São Petersburgo além da identidade e costuma receber visitantes da China, da Coreia e dos países Bálticos.

Uma das maiores na Rússia, a Biblioteca Regional Universal de Murmansk, localizada no Círculo Ártico, aceita estrangeiros com ou sem documento de identidade. Segundo uma bibliotecária local, japoneses, noruegueses, finlandeses e britânicos estão entre os visitantes mais frequentes.

Biblioteca Regional de Irkutsk.

Funcionários da Biblioteca Regional Universal de Ciências de Magadan afirmam que a partir da última década houve um interesse crescente por seus arquivos, periódicos e livros, especialmente materiais relacionados ao Gulag. Estudiosos da França, Alemanha, Suécia, Estados Unidos e Romênia costumam fazer pesquisas no local. Estrangeiros não têm limitações, mas é preciso apresentar uma identidade. Se a pessoa tiver um registro de residência temporária em Magadan, é possível até mesmo retirar livros.

A biblioteca Moltchanov Sibirski, em Irkutsk, recebe visitantes de todo o mundo. De acordo com o bibliotecário local, estudantes da Mongólia, China e Coreia que estudam na cidade são os que mais a frequentam.

A Biblioteca Municipal de Herzen, em Ekaterimburgo, é muito popular entre estrangeiros que vivem na região. De acordo com a administradora do local, estudantes da China, Coreia e Japão estudam no local para praticar a língua russa. Eles organizaram até mesmo um clube para realizar eventos diversos. Qualquer pessoa com documento de identidade pode se registrar na biblioteca.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies