Ministério da Defesa gastou US$ 15,5 bilhões em novos armamentos apenas em agosto

Lançadores de mísseis Tornado-S

Lançadores de mísseis Tornado-S

Serguêi Bobilev/TASS
Pasta assinou mais de 40 contratos com fabricantes dos mais modernos equipamentos militares.

Em agosto de 2020, o Ministério da Defesa da Rússia assinou mais de 40 contratos para a aquisição de novos equipamentos militares, totalizando um valor de US$ 15,5 bilhões. Os armamentos modernos serão entregues às Forças Terrestres, à Marinha e às Forças Aéreas do país.

Forças Terrestres

Tanques Т-14

Segundo o vice-ministro da Defesa da Rússia, Aleskêi Krivorutchko, o exército russo receberá mais de 500 novos armamentos e mais de 80 mil mísseis e peças de munição.

Entre eles, estão os lançadores de mísseis Tornado-S e mísseis reativos de calibre de 122 mm para veículos Grad.

"Trata-se do lançador múltiplo de foguetes soviético Smerch, versão profundamente modernizada. O novo modelo pode lançar mísseis guiados de 300 milímetros com ogivas cumulativas e fragmentadas que são rastreadas até seus alvos através de satélites", explica o professor da Academia das Ciências militares da Rússia, Vadim Koziúlin.

"Essas armas serão transportadas para uma zona de guerra em veículos de combate aperfeiçoados com tecnologias de camuflagem que os escondem dos radares dos inimigos", completa.

Segundo ele, ao contrário dos mísseis usados hoje, cada projétil tem um alcance de até 120 quilômetros e pode atingir alvos separados.

A fábrica russa de tanques UralVagonZavod (UVZ) recebeu uma encomenda adicional para a modificação do tanque mais rápido do mundo T-80BVM. O veículo blindado será equipado com as armas mais recentes usadas nos tanques T-14 “Armata”. Segundo a pasta da Defesa, o primeiro lote será de 50 tanques, mas, caso o cliente fique satisfeito, o número de tanques encomendados poderá aumentar.

As Forças de Artilharia receberão tecnologias modernas para direcionar os sistemas de artilharia remotamente. As tecnologias foram desenvolvidas pela empresa Signal e receberam o nome de Tablet-A. Esses sistemas já passaram pelos testes militares em 2019 e foram anunciados ao público em agosto de 2020. Segundo o diretor da fábrica, Vladímir Pímenov, a empresa assinou seu primeiro contrato para entrega dos sistemas em agosto deste ano.

Forças Aéreas

Su-35S.

O Ministério da Defesa assinou contratos adicionais para a entrega de caças Su-35S, bombardeiros Su-34, caças Su-30SM2, aviões de treinamento Yak-130 e aviões de transporte Il-76MD-90A para as Forças Aéreas da Rússia. No entanto, o número exato de novos aviões é desconhecido.

Marinha

Submarino diesel-elétrico B-271.

O Ministério da Defesa também assinou contratos para a entrega de submarinos diesel-elétricos adicionais do projeto 636 Varshavyanka e para a construção de submarinos atômicos do projeto 971.

São submarinos de terceira geração armados com mísseis, torpedos e sistemas de dissipação de sinais de detecção dos radares inimigos, cujas tarefas são rastreamento de submarinos inimigos e destruição de alvos na superfície e nas zonas costeiras.

LEIA TAMBÉM: Único cosmódromo flutuante do mundo, ‘Sea Launch’ será retomado com bilhões do governo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies