Rosatom e Bolívia assinam acordo para cooperação na indústria de lítio

Global Look Press
Material é usado sobretudo em fontes de energia química e dispositivos eletrônicos.

A estatal russa de energia nuclear Rosatom e o Ministério de Energia da Bolívia assinaram, nesta quinta (11), um memorando sobre o desenvolvimento de projetos industriais e de pesquisa na indústria de lítio. O documento foi preparado no âmbito da visita oficial do presidente boliviano Evo Morales à Rússia.

O acordo já aprovado por Morales e pelo presidente russo, Vladimir Putin, foi assinado pelo diretor-geral da Rosatom, Aleksêi Likhatchov e pelo ministro da Energia da Bolívia, Rafael Alarcón Orihuela.

LEIA TAMBÉM: Bolívia quer substituir T-33 americanos por aeronaves russas 

“O memorando confirma o interesse dos países na cooperação para desenvolver a indústria do lítio. A Rosatom e o Ministério de Energia da Bolívia pretendem avaliar as oportunidades de trabalho conjunto na exploração de depósitos de lítio e na troca de dados sobre os estudos de extração e produção de lítio”, lê-se em nota divulgada pela Rosatom.

O lítio é usado como material para fontes de energia química, e em lasers de alto desempenho e dispositivos eletrônicos.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies