Tribunal holandês devolve à Rússia direitos sobre lendária marca de vodca

Na última terça-feira (9), um tribunal holandês anunciou que os direitos sobre a marca de vodca “Stolichnaya” pertencem à “Soyuzplodoimport”-

Na última terça-feira (9), um tribunal holandês anunciou que os direitos sobre a marca de vodca “Stolichnaya” pertencem à “Soyuzplodoimport”-

AP
Stolichnaia esteve sob propriedade de bilionário russo que fugiu do país nos últimos 15 anos. Magnata produzia bebida na Letônia e continuava a comercializar produto no exterior.

Em 2017, a tradicional vodca Stolichnaya (pronuncia-se “Stolítchnaia”), com seu rótulo enfeitado com letras cursivas de ouro sobre a imagem do hotel Moskvá, foi a quinta marca de vodca mais vendida do mundo. Enquanto isso, uma guerra pela marca se desenrolava às escuras entre os dois fabricantes.

Privatização obscena

Em dezembro de 2002, a polícia de Moscou invadiu um escritório na rua Dolgorukovskaia que pertencia ao magnata das bebidas alcoólicas russo Iúri Shefler. No início do mesmo ano, Shefler havia fugido da Rússia para evitar uma possível prisão por ter se apoderado dos direitos sobre a Stolichnaya, uma das marcas de vodca mais conhecidas do mundo.

Segundo a polícia russa, no final dos anos 1990, Shefler adquiriu ilegalmente uma série de marcas comerciais pagando um montante de apenas US$ 45 milhões – quando as marcas valiam, na realidade, entre US$ 400 milhões e US$ 1,4 bilhão.

Assim, a Rússia começou uma campanha contra o grupo SFI, pertencente a Shefler e que produz e exporta Stolichnaya para os Estados Unidos e outros países . Os lucros anuais do grupo SFI variavam de US$ 500 milhões e US$ 680 milhões, de acordo com estimativas diversas.

Hoje, o SFI produz a vodca Stolichnaya no território da Letônia.

Processo

O governo russo não apenas iniciou um processo judicial contra a empresa de Shefler, como também passou a produzir e vender sua própria vodca sob a marca homônima “Stolichnaya” por meio da empresa “Soyuzplodoimport”.

Segundo a polícia russa, no final dos anos 1990, Shefler adquiriu ilegalmente uma série de marcas comerciais.

Na última terça-feira (9), porém, um tribunal holandês anunciou que os direitos sobre a marca de vodca “Stolichnaya” pertencem à “Soyuzplodoimport”, enquanto o grupo SFI deve reembolsar todos os lucros obtidos no mercado do Benelux e da União Europeia desde 1999.

Tal mercado, porém, representa apenas uma pequena parte do território onde a SFI continua a vender “Stolichnaya”, e Shefler já apelou da decisão do tribunal holandês.

Quer saber como sobreviver a uma bebedeira de vodca com os russos? Leia aqui!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies