Drama histórico  “Andrei Rublev”, de Tarkóvski, é a atração do Cinema Russo neste fim de semana

Andrei Tarkovsky/Mosfilm, 1966
Longa que retrata a vida na Rússia do século 15 foi censurado pela URSS, mas recebido com entusiasmo em Cannes.

O projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” traz gratuitamente ao YouTube neste fim de semana o drama histórico “Andrei Rublev” (1986), dirigido por Andrei Tarkóvski. O longa ficará disponível das 19h00 desta sexta-feira (04) até as 19h00 do domingo (06).

Dividido em oito pequenos episódios, o filme retrata a vida na Rússia do século 15, dilacerada por ataques e invasões mongóis e conflitos entre os príncipes. A figura central do filme é Andrei Rublev, um dos maiores pintores de ícones russos. Como sua verdadeira biografia permanece quase desconhecida, seu personagem foi completamente imaginado. 

Um dos pontos altos da obra é o cenário composto por monumentos arquitetônicos dos séculos 14 e 15 em cidades antigas, como Nôvgorod e Pskov. Algumas cenas foram rodadas no mosteiro de Andronikov, em Moscou, onde Rublev passou seus últimos dias.

Originalmente intitulado “Paixão Segundo Andrei”, o longa foi proibido pela censura soviética, que o descreveu como “antipovo” e “antipatriótico”, já que retratava o povo russo como uma horda de bárbaros. Os direitos autorais do filme foram comprados por um empresário francês de origem russa e, apesar dos protestos soviéticos, o longa foi exibido – e calorosamente recebido – no Festival de Cannes em 1969. Na URSS, o filme – já chamado “Andrei Rublev” – teve lançamento limitado em 1971, e só chegou às telonas de todo o país em 1987.

O projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” exibe gratuitamente um filme russo por semana. A ideia foi concebida pelo Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (CPC-UMES), que distribui e comercializa no Brasil os filmes do Estúdio Mosfilm. Ao longo do primeiro semestre de 2021, estão sendo exibidos um total de 22 longas dos mais variados gêneros a partir de matrizes restauradas.

LEIA TAMBÉM: 7 filmes de Tarkóvski que todo mundo deveria conhecer

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies