15 obras-primas de Robert Falk, um dos primeiros vanguardistas russos (FOTOS)

Galeria Tretiakov
Falk mudou de estilo várias vezes ao longo de sua carreira. Já esteve no topo da onda, mas já engoliu muita água também, mas sempre permaneceu genuíno e dedicado à pintura e é considerado um dos pintores mais destacados do século 20.

Robert Falk (1886-1958) foi um artista moscovita de origem judaica. Ele embarcou em seu caminho criativo antes mesmo da Revolução de 1917. Iniciando com variações impressionistas, ele se tornou mais tarde um brilhante representante da vanguarda russa e membro da primeira associação vanguardista do país: o grupo Valete de Diamantes, de cujas exposições também participaram artistas lendários como Kazimír Maliêvitch e Wassily Kandinsky.

Por toda a vida, Falk buscou uma linguagem original própria e ora dedicou-se ao cubismo, ora e o impressionismo, e experimentou com o expressionismo, prestando homenagem aos antigos mestres em suas obras figurativas.

Nos tempos soviéticos, ele passou mais de 10 anos em uma missão criativa por Paris. Depois de voltar, no final dos anos 1930, ele foi acusado de ser um “formalista”. Assim, ele se tornou um artista indesejável e suas obras deixaram de ser exibidas, mas os fãs iam vê-las direto no estúdio dele. Em um mundo soviético em que reinava o realismo socialista, Falk, para muitos, permaneceu como uma espécie de ponte para a liberdade e o pensamento experimental.

Cais. Dia cinza. 1911

Igreja em lilás. 1911-1912

Sol. Crimeia. Cabras. 1916

Nu. Crimeia. 1916

Dama de vermelho. 1918

Retrato de K.K. Alekseeva. 1919

Móveis Vermelhos. 1920

Autorretrato com orelha enfaixada. 1921

Nu em uma cadeira. 1922-1923

Baía em Balaklava. 1927

Reminiscência. 1929

Retrato de mulher com camisola vermelha. Paris. Década de 1930

Local em construção. 1934

Vazio dourado. Samarkand. 1943

Robert Falk. Autorretrato com fez vermelho. 1957

As obras de Robert Falk estão expostas na Galeria Nova Tretiakov até 23 de maio de 2021.

LEIA TAMBÉM: 7 museus russos que possuem enormes acervos on-line

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies