Polêmico balé sobre dançarino gay “Nureyev” recebe dois prêmios importantes na Rússia

Kirill Zíkov/Agência Moskva
Diretor Kirill Serebrennikov, que acabou de sair de prisão domiciliar, venceu o prêmio Máscara de Ouro 2019 na categoria de melhor espetáculo de balé.

O diretor Kirill Serebrennikov recebeu dois prêmios durante a cerimônia do mais prestigiado festival de teatro na Rússia, Máscara de Ouro 2019. O evento foi realizado no Bolshoi na última terça-feira (16).

Além de receber o prêmio de Melhor Direção por sua interpretação de “As Pequenas Tragédias”, no Centro Gógol, na categoria Drama, Serebrennikov também conquistou o título de Melhor Espetáculo de Balé por “Nureyev”.

“Somos gratos ao único teatro onde é possível fazer um espetáculo tão grande, o Bolshoi. Tínhamos uma equipe perfeita”, disse Serebrennikov à imprensa.

O coreógrafo de “Nureyev”, Iúri Póssokhov, também foi eleito Melhor Maestro de Balé, e Viatcheslav Lopatin, o principal dançarino da obra, levou o prêmio de Melhor Performance Masculina na categoria Balé Contemporâneo.

O espetáculo “Nureyev”, que reconta a vida do bailarino homônimo e gerou grande polêmica, deveria ter sido lançado em julho de 2017, mas a estreia foi adiada para dezembro do mesmo ano.

Serebrennikov foi colocado em prisão domiciliar em agosto de 2017 por suspeita de apropriação indébita de fundos públicos. No entanto, sem provas cabais, essa sentença acabou sendo suspensa no último dia 8 de abril.

Criado em 1994, o renomado Festival da Máscara de Ouro homenageia anualmente os melhores autores em quatro áreas: balé, ópera, teatro e espetáculo de marionetes.

LEIA TAMBÉM: 5 motivos para ver (ou tentar!) o polêmico “Nureyev” no Teatro Bolshoi 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies