Fotógrafo registra produção artesanal de botas de feltro em aldeia de Altai; confira ensaio

Andrey Shapran/FocusPictures
Imagens de Andrey Shapran apresentam passo a passo de fabricação das tradicionais “valenki”.

Fabricação de botas de feltro em vila na região de Altai, na Rússia.
As tradicionais botas de feltro russas “valenki” são usadas no clima frio de inverno.
Feitas de lã de ovelha, têm cor natural, do preto ao branco, podem ser moles ou duras.
As “valenki” são extremamente quentes e perfeitas para andar na neve seca.
Assim como há centenas de anos, ainda são geralmente feitas à mão.
Esse tipo de calçado surgiu na Rússia no final do século 17. Na época, era considerado um artigo da moda e custava bem caro.
A fabricação era excepcionalmente sazonal: começava depois do fim da colheita e continuava por todo o outono e inverno até a época da Páscoa, antes da semeadura e pastoreio do gado.
Em meados do século passado, a produção de botas já estava bem desenvolvida, e milhões de pares de calçados de feltro aqueciam os pés das pessoas na Rússia.
Hoje em dia, o antigo artesanato vai gradualmente diminuindo – a fabricação de botas é comercialmente ineficiente.
No entanto, botas de feltro ainda são produzidas em pequenas fábricas em diferentes partes da Rússia e muito procuradas pelos moradores do interior.
Várias fábricas continuam operando nas aldeias de Altai, onde os artesãos preservam a habilidade de criar essa parte essencial do estilo de vida dos camponeses russos.
Apesar da modernização da fabricação de botas de feltro, há muitas instalações que continuam produzindo os calçados à mão.
Todo o ciclo tecnológico pode ser executado por um único artesão, desde o início até o produto final.

As pessoas na região trabalham em condições difíceis, e o salário não passa de cinco dólares por dia. Mas para elas não há outra maneira de ganhar dinheiro.

Fabricação de botas “valenki” em aldeia de Altai.
Pilha de tradicionais botas russas “valenki”.

 VEJA TAMBÉM: Bons contra o frio, gorros também são moda na Rússia 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies