Xales de Pavlovski Possad resistiram a Revolução, duas guerras mundiais e perestroika

Um dos principais suvenires da Rússia é também retrato das mudanças no país.

A fábrica de xales de Pavlovski Possad é uma exceção à regra na Rússia: com mais 200 anos de história, não só sobreviveu à Revolução de 1917 e à subsequente guerra civil, mas também a duas guerras mundiais e a perestroika.

A fábrica foi oficialmente fundada em 1795, quando Ivan Labzin, um agricultor da vila de Pavlovo, abriu uma pequena oficina para a produção de xales de seda.

Na época, era uma das mais de 70 pequenas fábricas na região de Moscou.

Desde então, os xales de lã e lenços de seda de Pavlovski Possad são parte importante da herança cultural da Rússia.

A longevidade da fábrica pode ser atribuída à sua capacidade de se adaptar aos tempos. Em 1860, sob o comando do descendente de Ivan, Iakov Labzin, e de seu assistente Vassíli Griaznov, a fábrica adotou métodos modernos de produção, imprimindo padrões nos xales.

No início do século 20, Pavlovski Possad era o maior produtor de xales e lenços de seda na Rússia. Após a Revolução de Outubro de 1917, a fábrica foi nacionalizada.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a fábrica continuou operando, mas, em vez de fazer xales impressos, produziu tecidos para o Exército Vermelho. A vida durante os anos de guerra foi difícil, mas o maior desafio ainda estava por vir.

Atualmente, a fábrica de xales de Pavlovski Possad é a única indústria têxtil na Rússia que produz tanto os tecidos com os quais trabalha como o produto final.

“Também vendemos os produtos por meio de nosso site: mais de 200 mil pessoas já usaram essa opção para comprar xales”, conta o vice-diretor da fábrica, Viatcheslav Dolgov.

“Estamos especialmente felizes em ver jovens garotas usando nossos xales. Isso significa que conseguimos vencer o preconceito de que os xales são feitos apenas para mulheres idosas”, acrescenta.

Os xales de Pavlovski Possad são comuns, porém, entre as mulheres ortodoxas russas a caminho da igreja, e não apenas porque são atraentes.

Vassíli Griaznov é, na verdade, um santo ortodoxo.

Pavlovski Possad está localizada em 90 quilômetros de Moscou, e sua população é composta por apenas 60 mil habitantes.

Hoje, a fábrica de xales emprega 600 pessoas. Antes da Revolução de 1917, porém, havia 4.500 funcionários, e 2.500 durante a época soviética.

O salário dos funcionários varia de 15.000 a 25.000 rublos (US$ 470 a US$ 780).

Anualmente são produzidos, no total, um milhão de xales e lenços. Durante a União Soviética, essa marca chegava aos 20 milhões.

São fabricados mais de 600 tipos de xales, lenços e cachecóis, tanto para homens como para mulheres, usando 2.000 padrões. A cada dois meses, os designers criam novos modelos e estampas.

Existem mais de 150 pontos de venda direta na Rússia, sendo 36 deles em Moscou.    

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies