Retrato do poeta Aleksandr Púchkin é descoberto sob tela soviética

Galeria Tretiakov, Museu Russo
Obra feita em 1930 foi coberta por pintura do mesmo autor. Especialistas acreditam que artista considerou original um “fracasso” para a época.

Os funcionários do departamento de pesquisa tecnológica do Museu Russo de São Petersburgo descobriram um retrato do poeta Aleksandr Púchkin feito em 1930 pelo pintor Kuzmá Petrov-Vodkin, escondido sob outro trabalho do mesmo artista. O anúncio foi feito na conta do próprio museu no Twitter.

Embora as feições do poeta tenham sido cobertas por outra pintura, seus rastros são visíveis ainda hoje.

Graças a um estudo com infravermelho, especialistas puderam ver mais detalhes do rosto, escondidos sob um esboço posterior da obra ‘Kolkhosianas’.

De acordo com os pesquisadores, Petrov-Vodkin provavelmente julgou o retrato de Púchkin como um fracasso na época e decidiu destruí-lo.

VEJA TAMBÉM: 20 retratos desconhecidos dos Romanov 

Até então, pensava-se que este retrato tinha sido destruído como fragmentos da tela foram encontrados. O artista, porém, só recortou a parte inferior do quadro e deixou o resto intacto, cobrindo-o com uma segunda pintura.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies