‘Sobibor’ será representante russo na corrida pelo Oscar 2019

Kinopoisk
Filme sobre revolta em campo nazista teve exibição especial em São Paulo.

“Sobibor”, filme sobre uma revolta que ocorreu em 1943 no campo de extermínio nazista homônimo, localizado na Polônia, será o candidato da Rússia para concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2019.

Segundo o produtor do longa, Aleksandr Rodnianski, membro do comitê russo do Oscar, o primeiro trabalho do ator russo Konstantin Khabenski como diretor recebeu o apoio da maioria e “é o mais provável de ganhar o Oscar”.

Khabenski também interpreta o papel de Aleksandr Petchiorski, o oficial soviético que liderou a única fuga bem-sucedida em um campo de extermínio nazista.

A agência de notícias russa RIA Nôvosti destacou que “Sobibor” superou obras como “Verão”, de Kirill Serébrinnikov, e “Dovlatov”, de Aleksêi Guêrman.

A produção russa teve uma única exibição não comercial em São Paulo no último dia na 9 de maio, Dia da Vitória dos russos na Segunda Guerra Mundial. A expectativa é que o filme seja lançado em breve nas salas comerciais do país.

Baseado em fatos reais

Em 14 de outubro de 1943, mais de 400 prisioneiros liderados pelo oficial soviético judeu Aleksandr Petchiorski iniciaram uma insurreição no campo de extermínio de Sobibor, a cerca de 130 quilômetros da capital polonesa.

Eles mataram 11 guardas da SS e tentaram capturar um arsenal, mas falharam e fugiram para as florestas através de um campo minado. A maioria foi morta, capturada, baleada ou traída por moradores locais e executada. Apenas 53 pessoas sobreviveram ao final da guerra, incluindo Petchiorski, que morreu em 1990.

Dos insurgentes, 130 prisioneiros que escolheram não fugir foram executados no dia seguinte, ou seja, em 15 de outubro. Por ordem pessoal de Heinrich Himmler, o campo foi totalmente fechado para apagar toda e qualquer memória da fuga.

Sabe dizer quantos Oscars a Rússia já levou? Veja lista aqui.  

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies