Quantos Oscars a Rússia já ganhou?

M. Gnisyuk/Sputnik
“Sem Amor”, de Andrey Zvyagintsev, concorre ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira na 90ª cerimônia do Oscar, neste domingo (4). Confira seis longas russos e soviéticos que conquistaram estatueta em edições anteriores.

Moscow Strikes Back (1942)

O nome original desse documentário soviético era “Derrota das Tropas Alemãs perto de Moscou”, mas ficou internacionalmente conhecido como “Moscow Strikes Back” (Moscou Contra-ataca, em tradução livre). O filme retrata um período tenso para Moscou durante a Segunda Guerra Mundial – de outubro de 1941 a janeiro de 1942, quando as forças alemãs estavam às portas da capital soviética. O filme mostra o preparo da cidade para se defender: pessoas construindo barricadas e fortificações, patrulha nas ruas e produção de bombas em fábricas militares. O documentário expõe ainda comandantes soviéticos de alto escalão e confrontos ferozes com o inimigo.

Guerra e Paz (1967)

Esta adaptação cinematográfica do famoso romance de Lev Tolstói rendeu o primeiro Oscar à União Soviética na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira, em 1969. O filme de Serguêi Bondartchuk foi uma resposta soviética à versão hollywoodiana de 1956. Durante seis anos, quase metade da URSS trabalhou nesse projeto de grande escala e alto custo. Unidades militares regulares inteiras e um regimento de cavalaria especialmente criado participaram das filmagens, vestidos com milhares de figurinos de época feitos também especialmente para o filme.

Dersu Uzala (1975)

Este filme soviético-japonês dirigido por Akira Kurosawa apresenta as aventuras perigosas e de tirar o fôlego do viajante russo Vladimir Arseniev e do caçador nômade Dersu Uzala em uma região selvagem do Extremo Oriente. O filme debate questões como relação entre civilização e natureza, fé e lugar do homem no mundo.

Moscou não Acredita em Lágrimas (1981)

“Moscou não Acredita em Lágrimas” conta a história de três  jovens mulheres que chegam a Moscou vindas de cidadezinhas no final da década de 1950. Para alcançar a felicidade, elas são obrigadas a suportar um trabalho exaustivo, mentiras e traições. Ainda assim, elas encontram força para sobreviver na enorme e cruel cidade. Antes de se encontrar com o líder soviético Mikhail Gorbatchov, o presidente dos EUA Ronald Reagan assistiu a esse filme oito vezes para entender a “misteriosa alma russa”.

O Sol Enganador (1994)

O único filme pós-soviético a conquistar a estatueta de Melhor Filme em Língua Estrangeira foi o drama de Nikita Mikhalkov “O Sol Enganador . Em 1936, pouco antes do auge do grande expurgo de Stálin, o lendário comandante Serguêi Kotov vai passar alguns dias pacíficos e agradáveis de verão com sua família e amigos em sua casa de campo. De repente surge Mitia, um antigo amigo da esposa de Kotov. Ninguém suspeita, porém, que esse jovem simpático agora trabalha para a polícia secreta soviética OGPU, e a família de Kotov tem à frente um destino terrível.

O Velho e o Mar (1999)

“O Velho e o Mar”, de Aleksandr Petrov, foi a segunda vitória da Rússia no Oscar, desta vez na categoria de Melhor Curta-metragem de Animação. Baseado no conto de Ernest Hemingway, foi a primeira animação a ser lançada em salas IMAX.

Você conhece os diretores russos mais pop de Hollywood? Veja aqui.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies