7 filmes russos que arrebataram corações (e bilheterias também)

Estes são os filmes que mais arrecadaram dinheiro nas bilheterias desde a queda da União Soviética – e, definitivamente, merecem ser vistos.

7. Guardiões do Dia (2005)

Bilheteria - US$ 31 milhões

Um dos primeiros filmes de grande sucesso na história do cinema moderno russo, “Guardiões do Dia”, é a continuação de “Guardiões da Noite” (2004). Ele retrata o conflito entre dois grupos de pessoas com habilidades sobrenaturais: os “outros escuros”, que estão do lado do mal e das trevas, e os “guardiões da noite”, que protegem as pessoas dos primeiros. Durante séculos, os dois lados mantiveram uma frágil trégua, mas agora parece que a guerra está pronta a explodir...

6. Admiral (2008)

Bilheteria - US$ 34 milhões

“Admiral” (em tradução livre, “Almirante”) segue a trágica vida do Almirante Aleksandr Koltchak, um dos principais líderes do Movimento Branco durante a Guerra Civil na Rússia (1917-1923). O filme não se limita a cenas de batalha, mostrando o romance entre Kolchak e a poeta Anna Timiriova.

5. Império Proibido (2014)

Bilheteria - US$ 34 milhões

Baseado no místico romance de Nikolai Gogol “Vi”, “Império Proibido” conta a história do cartógrafo britânico Jonathan Green, que repentinamente se vê em uma aldeia remota no oeste da Ucrânia durante o século 18.

Ali ele passa por eventos inexplicáveis ​​e enfrenta as terríveis criaturas do folclore local. Em 2018, sai uma sequência sino-russa com um orçamente gigante. No filme, Jason Flemyng e Charles Dance, que participam da primeira parte, serão acompanhados por Jackie Chan e Arnold Schwarzenegger.

4. Iôlki 3 (2013)

Bilheteria - US$ 38 milhões

“Iôlki 3” (em tradução livre, “Árvore de Natal 3”) é a terceira parte de um filme de comédia popular lançado na Rússia antes do Ano Novo que hoje conta com seis partes. O filme retrata diversas pessoas em diferentes cidades russas que passam por situações estranhas na véspera de Ano Novo. Mas esses pessoas desconhecidas estão conectadas de alguma forma...

3. Ironia sudbi. Prodoljênie (2007)

Bilheteria - US$ 49 milhões

O filme é uma continuação de um dos títulos mais populares da URSS, “Ironia Sudbi” (em tradução livre, “Ironia do Destino”), de 1975. No filme original, o moscovita Evguêni Lukachin fica bêbado e é enviado por engano pelos amigos a Leningrado (hoje, São Petersburgo) em um avião.

Lá, ele chega a um apartamento que acredita ser o é seu, já que seu endereço em Moscou também existe na cidade. No apartamento, Lukaschin conhece com Nádia, por quem se apaixona, apesar de sua noiva estar esperando por ele em casa.

Na sequência, porém, vemos que as relações entre Evguêni e Nádia não deram em nada e os dois seguiram caminhos diferentes. Por ironia do destino, Kóstia, filho de Evguêni, fica bêbado e pega um avião para São Petersburgo, onde chega ao mesmo apartamento e encontra a filha de Nádia, que também se chama Nádia. Mas nem tudo é o que parece...

2. Stalingrado: A Batalha Final (2013)

Bilheteria - US$ 51 milhões

Durante a Batalha de Stalingrado, um grupo de soldados russos mantém um prédio estratégico na cidade destruída. Lá, eles encontram uma sobrevivente mulher nas ruínas e a adotam como mascote.

1. Dvijênie vvekh (2017)

Bilheteria - US$ 53 milhões

Em “Dvijênie vvekh” (em tradução livre, “Movimento para cima”) virou rapidinho o número 1 entre os filmes russos de maior bilheteria. Ele conta a história da dramática e polêmica final masculina de basquete nos Jogos Olímpicos de 1972 em Munique. Na época, pareceu que a equipe dos EUA venceu o jogo por um ponto, mas devido a erros técnicos os últimos três segundos do jogo foram repetidos e os soviéticos reivindicaram a vitória. Os americanos, porém, nunca aceitaram a derrota.

Descubra os 30 diretores de cinema russos que qualquer cinéfilo que se preze deve conhecer!

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies