Onde encontrar os grafites mais doidos de Moscou

A arte de rua parece um peixe fora d’água na capital russa. Mesmo assim, sobrevive à investida das autoridades de apagar todos os tipos de autoexpressão de seus muros.

Moscou é conhecida pela baixíssima tolerância a grafites, e a prefeitura sempre fez o possível para remover qualquer criatividade indesejada que conturbasse a caótica paisagem urbana (e que por si só já parece concebida por alguém com propensão a mudanças de humor imprevisíveis). O Russia Beyond dá uma volta pela capital para mostrar alguns dos mais impressionantes grafites que sobreviveram aos “expurgos”.

Vários – Flacon Design Factory

Quando se trata de arte abstrata e eclética em Moscou, o primeiro local que vem à cabeça é a Flacon Design Factory, conhecida pelos painéis que se integram perfeitamente à estética bruta do estilo industrial – às vezes, sugerindo comentários sociais, e em outras, apenas desenhos aleatórios. O trabalho anterior – antes de ser removido – exigiu 150 latas de tinta spray. Por sinal, uma quantidade similar foi provavelmente usada neste mural enorme que representa dezenas de smartphones.

Vostok – Sem Nome

Esta obra de arte de Vostok fez parte do festival Melhor Cidade na Terra. Há algo de enigmático e triste no fato de alguns dos melhores grafites de Moscou estarem escondidos atrás de latões de lixo, em pátios e becos sem saída. Para admirá-los, basta entrar numa viela em algum lugar – neste caso, em uma das ruas centrais, a avenida Tverskaya 8, perto das estações de metro Tverskaya, Chekhovskaya e Pushkinskaya.

Fintan Magee – Mensagem

Criado como parte do festival Melhor Cidade na Terra, que apresenta o trabalho de alguns dos melhores artistas de rua do mundo, esta criação do australiano Fintan Magee é melancólica e realista. A imagem de uma jovem enviando uma mensagem em uma garrafa fica na Rozhdestvenka 23/5, perto da estação de metrô Trubnaya. 

Vova Kupalov (Nootk): Mural no estilo burguês

Vencedor do grande prêmio do Festival de Arte de Rua de Moscou, Vova Gupalov cobriu um muro inteiro no endereço Astrakhansky Pereulok, 8 em menos de 5 dias, trabalhando em turnos de sete horas. Além do mais, foram usadas nada menos que 200 latas de spray na confecção do mural. A obra de arte é uma representação satírica dos vários habitantes que Vova imaginou terem vivido lá ao longo dos anos.

Artista Desconhecido – A Garota de Dali na Janela

Não se sabe a verdadeira identidade deste artista, mas uma coisa é certa – ele ou ela tem não apenas dom para arte gráfica, mas também humor leve. Ao contrário da famosa “Figura na janela”, de Salvador Dali, a jovem retratada usa tênis e possui um aparelho de som ao seu lado. Nos demais aspectos, trata-se de uma réplica exata. A imagem pode ser vista no muro de um transformador elétrico na Staropimenovsky Pereulok 14/4, nos arredores da estação de metrô Mayakovskaya.

Winzavod e ArtPlay

Ambos os espaços, localizados a curta distância um do outro, são locais importantes para a arte contemporânea e atraem pessoas em busca de inspiração criativa – seja pela infinidade de exposições que acontecem ali, ou para curtir uma noitada. Com espaços de arte, lojas e casas noturnas (como a Rodnya, por exemplo), ArtPlay e Winzavod são populares entre os jovens que têm faro para coisas extravagantes e inovadoras. Há muito para ver nessa região – portanto, não deixe de visitá-la.

Artistas holandeses/russos – Prédios da era Khruschov na Babushkinskaya

Em 2007, um grupo de artistas russos e holandeses foi convidado a decorar 13 edifícios na rua Izumrudnaya, perto da estação de metrô Babushkinskaya. Como todos sabem que viver em uma khruschovka é meio caminho andado para a depressão, essa arte de rua não convencional foi uma adição bem-vinda à sombria paisagem da Babushkinskaya. O bairro agora parece uma radiante galeria de arte contemporânea. 

Andrêi Adno – Edifício de 13 andares na Bibirevskaya, 19

Essa criação de Andrêi Adno, de Kaliningrado, é chamada ‘Domiki’ (casinhas) por motivos óbvios: retrata um monte de casas diferentes, que vão desde um izbuchka (casebre na floresta) até apartamentões. Localizada no longínquo bairro de Bibirevo (estação de metrô homônima), simboliza a passagem do interior para a cidade grande, no topo, apenas para sonhar novamente com um pequeno casebre na floresta.

Andrêi é designer profissional, grafiteiro e proprietário do Art Family Group. Além da Rússia, suas obras podem ser vistas também em Nova York e São Francisco.

Você já viu grafites em florestas? Conheça artista russo cria desenhos de animais que parecem reais

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais