11 filmes de ficção científica soviéticos que inspiraram Hollywood (beirando o plágio!)

“Aelita, a rainha de Marte”.

“Aelita, a rainha de Marte”.

Domínio público
Você sabia que diversos realizadores de cinema norte-americanos, como George Lucas e Stanley Kubrick, se inspiraram em filmes de diretores soviéticos? Aqui estão algumas de suas musas inspiradoras das telonas, além de filmes a que todo aficionado pelo espaço deveria assistir.

1. ”Aelita, a rainha de Marte” (1924)

Este filme mudo soviético baseado em romance de Aleksêi Tolstói é considerado um clássico da cinematografia mundial.

Ele é especialmente importante porque mostra elementos primitivos da ficção científica ao retratar a história de um engenheiro que constrói uma nave espacial e viaja a Marte.

Lá, ele encontra uma civilização alienígena, planeja uma revolução e se apaixona pela filha de uma líder marciana, Alelita. Que drama!

2. “Dorôga k zviôzdam” (1957)

“Dorôga k zviôzdam” (em tradução livre, “Caminho para as estrelas”) foi lançado em inglês sob o título “Road to the stars”. O filme foi produzido pelo gênio do cinema Pável Kluchantsev, que o próprio George Lucas chamou de “padrinho do Star Wars”, foi um divisor de águas no gênero da ficção científica.

Foi aqui que Kluchantsev mostrou pela primeiríssima vez um lançamento de satélite (no mesmo ano do Sputnik), o primeiro voo espacial tripulado (quatro anos antes de um realmente acontecer) e o primeiro voo hipotético para a Lua.

Os efeitos especiais usados no filme foram excepcionais e inspiraram não apenas Lucas, mas também outros diretores de cinema norte-americanos, como Stanley Kubrik, sobretudo na criação de seu “2001, uma odisseia no espaço”.

3. “Planeta Blur” (1962)

Este é outro filme de Kluchantsev que marcou o período em que foi produzido e influenciou uma geração inteira de diretores de Hollywood posteriores. Ele conta a história de uma expedição conjunta soviético-americana, mas uma das três espaçonaves é destruída por um meteorito.

Esperando outra nave chegar, a tripulação resolve aterrissar em um planeta próximo, que se revela habitado por criaturas que parecem dinossauros. Isso décadas antes de “Jurassic Park” ser lançado em Hollywood.

Muitas invenções de Kluchantsev foram usadas depois por cineastas norte-americanos. Por exemplo, uma máquina antigravitacional aparece pela primeira vez em “Planeta Blur”, e geringonças parecidas foram vistas depois nos filmes de “Star Wars” e “De volta ao futuro”.

Além disso, o robô de “Planeta Blur”, membro e amigo da tripulação, lembra o R2D2 e o C3PO

4. “Tumânnost Andrômedi” (1967)

A história de “Tumânnosti Andrômedi” (em tradução livre, “A nebulosa de Andrômeda”, que saiu em inglês como “Andromeda Nebula”), ocorre em um futuro comunista distante, quando uma nave chamada “Tantra” cruza como uma Estrela de Ferro desconhecida que prende a espaçonave com sua poderosa força gravitacional.

Com o combustível terminando, a tripulação arrisca pousar em um dos planetas próximos. Ali, os terráqueos encontram outras formas de vida que se mostram bastante agressivas e perigosas.

Um detalhe interessante: a personagem principal se chama Dar Veter. Soa familiar? Existe uma crença popular de que George Lucas teria nomeado seu Darth Vader em homenagem ao herois soviético devido à Guerra Fria.

5. “Solaris” (1972)

Este conhecido clássico de Andrêi Tarkóvski é baseado no romance de Stanisláv Lem e não trata exatamente de exploração espacial, mas da exploração deum mundo interior humano.

A história gira em torno de uma estação espacial chamada “Solaris” que estuda um planeta de mesmo nome e seu oceano vivo, que pode materializar as mais dolorosas memórias humanas.

Mas tal introspecção material se torna insuportável, levando a tripulação da estação à loucura.

6.“Otroki vo Vselennoi” (1974)

Sequência do filme “Moscou-Cassiopeia”, “Otroki vo Vselennoi” (em tradução livre, “Rebentos no Universo”, que saiu em inglês como “Teens in the Universe”) conta sobre uma expedição interestelar ao planeta Alpha Cassiopeia, tomado por robôs.

A expedição se esforça para ajudar os aborígenes nativos – ou o que sobrou deles depois da colonização dos robôs, que objetivava tornar os humanos felizes ao remover todas suas emoções, ou seja, transformando-os em seres robóticos.

Os pioneiros soviéticos (jovens que participam de movimento equivalente ao dos escoteiros na URSS) dão seu melhor para resolver a situação.

7. “Tcherez ternii k zviozdam” (Through the Thorns to the Stars) (1981) 

No filme (em tradução livre, “Pelos espinhos até as estrelas”, também lançado internacionalmente como “Per Aspera Ad Astra”), a alienígena Nia é salva por uma tripulação humana de sua espaçonave destruída.

Ela tem poderes sobre-humanos e aprende a sobreviver na terra com a família de um cientista russo.

Sofrendo de amnésia, ela escuta falar sobre o planeta Dessa, que está morrendo, e sente que pode ser sua casa. Então, Nia decide ir até lá – mas a tarefa não é nada fácil.

A alienígena e sua missão de salvar o planeta lembram em muito “O quinto elemento”.

8. “Petlia Oriona” (1980)

Lançado em inglês como “Orion’s loop” (em tradução livre, “O nó de Orion”), o filme mostra a história da detecção de uma anomalia energética no sistema solar que ameaça a Terra. O fenômeno, intitulado “nó de Orion”, tem efeito estranho sobre os humanos, mas, como a missão espacial enviada para estudá-lo descobre posteriormente, este não é o principal problema.

Durante a missão, a tripulação fica cara a cara com alienígenas em forma de hologramas tentando avisar os humanos sobre um problema maior. Os hologramas usados no filme parecem bastante com os da saga de Star Wars.

9.“Tainá trêtei planêti” (1981)

Lançado em inglês como “The Mystery of the Third Planet” (em tradução livre, “O mistério do terceiro planeta”), o roteiro é baseado no romance infanto-juvenil de ficção científica “Putechêstvie Alisi”, de Kir Bulitchov. A animação gerada pelo clássico é um filme considerado cult entre os russos.

Nela, uma expedição vinda da Terra explora outros planetas para encontrar novos animais para o zoológico de Moscou. A tripulação, na qual se destaca uma garotinha, encontra muitos seres vivos estranhos e resolve as intrigas de seus inimigos.

10.“Kin-dza-dza!” (1986)

Um verdadeiro clássico da cinematografia russa e marco da ficção científica e do humor negro dirigido por Gueórgui Danelia, este filme é realmente imperdível.  Ele conta a história de dois russos que, por acidente, acabam em um planeta chamado Pluke e precisam achar o caminho de volta para casa.

Suas aventuras são cheias de encontros com representantes estranhos do planeta, que têm poderes telepáticos, falam línguas esquisitas e têm regras de convivência surpreendentes.

O que é mais importante: os alienígenas parecem humanos, mas têm pequenos sinos no nariz. Muito bacana!

11.“Vampiri Gueona” (1991) e “Khoziaevi Gueoni” (1992)

Traduzidos livremente como “Vampiros de Gueona” (1991) e “Mestres de Gueona” (1992), estes filmes animados curtos contam sobre uma expedição humana em um planeta distante chamado Gueona.

As condições climáticas em geral ali são bastante favoráveis aos humanos, mas perigosos vampiros que habitam o planeta representam um grave obstáculo à colonização.

Os vampiros mais se parecem com pterodátilos, e as personagens principais parecem muito com os atores Arnold Schwarzenegger,  Sylvester Stallone e Chuck Norris, e até falam russo com sotaque norte-americano!

Quer saber mais sobre cinema russo? Leia 5 filmes para ‘moscovizar’ o espectador

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies