Rússia revela nova torre de grande calibre para navios de guerra; veja fotos

Electro Machine
Nova arma tem inteligência artificial e pode abater helicópteros, mísseis e drones automaticamente.

Em 2022, a Rússia iniciará a produção em massa do novo módulo de combate para navios denominado "Narwhal", de pilotagem remota.

“A torre já passou em todos os testes de batalha e está pronta para produção”, diz Ígor Afanassiev, diretor da empresa Electro Machine, que desenvolveu a arma. 

O módulo de combate foi feito especialmente para ser instalado nos navios de guerra de nova geração russos, mas também será exportado.

“Na primeira etapa, a arma será instalada em barcos militares leves de defesa costeira. No futuro, a torre será instalada em navios maiores e potencialmente até nos cruzadores de batalha russos do tipo ‘Pedro, o Grande’”, afirma o analista militar do jornal Izvéstia, Aleksêi Ramm.

O módulo "Narwhal" tem uma metralhadora “Kord” de calibre de 12,7 mm controlada remotamente, câmeras de visão noturna e diurna, sistema automático de rastreamento de alvos, termovisor e radar para busca de alvos.

Perspectivas de exportação

“Hoje, existem muitos sistemas semelhantes no mercado de armas internacional. O sistema russo é bom, mas dificilmente podemos dizer que é melhor do que os concorrentes. Os americanos têm ótimas óticas, eletrônicos e processadores instalados nas torres. As armas russas, porém, têm mais confiabilidade e poder de fogo", diz Ígor Korôtchenko, analista militar e editor-chefe da revista "Segurança Nacional". 

“O novo módulo russo poderá ser interessante para clientes na Índia, Sudeste Asiático e Golfo Pérsico, pois eles já têm muitas armas russas e querem modernizá-las", diz.

A produção em série da arma deverá se iniciar em 2022.

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre o novo navio de assalto anfíbio russo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies