EpiVacCorona, segunda vacina russa contra covid-19, apresenta eficácia de 100% em ensaios

Agência Moskva
Resultados finais serão divulgados em fevereiro, quando espera-se iniciar produção.

Após a conclusão das primeiras fases de ensaios clínicos, constatou-se que a vacina russa EpiVacCorona possui eficácia imunológica de 100%, segundo a agência de vigilância sanitária da Rússia, Rospotrebnadzor. O imunizante contra coronavírus foi desenvolvido pelo Centro Nacional de Pesquisas em Virologia e Biotecnologia Vektor, na região de Novosibirsk.

“A eficácia da vacina consiste em sua eficiência imunológica e eficácia preventiva. De acordo com os resultados das fases 1 e 2 dos ensaios clínicos, a eficácia imunológica da vacina EpiVacCorona é de 100%”, informou a Rospotrebnadzor por meio de um comunicado distribuído à imprensa russa no último dia 19 de janeiro.

As duas primeiras fases dos ensaios da vacina desenvolvida na Sibéria ocorreram entre julho e setembro de 2020. Os resultados do estudo final de eficácia serão publicados em fevereiro, segundo o diretor do Centro Vektor, Rinat Maksiutov.

A produção em larga escala da EpiVacCorona também deve começar em fevereiro.

Mais cedo, a diretora do Rospotrebnadzor, Anna Popova, explicou ao jornal “Rossiyskaya Gazeta” que nenhum voluntário apresentou reação alérgica à EpiVacCorona, de modo que a vacina poderia ser adequada para pessoas com tendência a reações alérgicas.

Até o momento, foram confirmados 3.738.690 casos de coronavírus na Rússia. Os dados mais recentes indicam 69.918 mortos e 3.150.763 recuperados em todo o país.

LEIA TAMBÉM: Rússia já realiza ensaio clínico de versão “light” da vacina Sputnik V

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies