As maiores metralhadoras russas

Pickup com metralhadoras Kord e Pecheneg.

Pickup com metralhadoras Kord e Pecheneg.

Vitaly V. Kuzmin/vitalykuzmin.net
Estas armas ganharam reputação após dezenas de conflitos armados do século 20 e foram exportadas para diversos países estrangeiros. E, pasme, tem até uma apelidada de “querida”!

O Exército Vermelho recebeu suas primeiras metralhadoras pesadas projetadas para destruir veículos blindados e alvos aéreos a distâncias de até 2.000 metros antes do início da Segunda Guerra Mundial.

Ao longo do século 20, essas armas foram modificadas, modernizadas e se tornaram as metralhadoras pesadas mais poderosas do mundo.

DShK

DShK de 12,7 mm, do ano de 1938.

A DShK, conhecida na Rússia também como "duchka" ("querida", em russo) foi entregue ao Exército Vermelho em 1938, pouco antes da Segunda Guerra Mundial.

Ela tem uma câmera com balas de calibre de 12,7 x 108 mm e alcance efetivo de 2.000 metros. A metralhadora pode disparar 600 tiros por minuto e penetrar placas de aço de 2 cm de espessura a uma distância de 500 metros.

Sargento Fiódor Konoplev abre fogo em Leningrado.

A DShK é alimentada por uma correia a gás e a velocidade de bala no cano é de 860 metros por segundo. A metralhadora pesa quase 150 quilos. Assim, no mínimo três soldados e um caminhão eram necessários para colocá-la em posição.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a DShK foi usada como metralhadora pesada de infantaria contra veículos blindados leves e soldados a pé. Até hoje, a DShK é uma das metralhadoras mais usadas no mundo, e é especialmente popular nos conflitos no Oriente Médio e no Afeganistão.

A principal desvantagem da arma é sua baixa precisão de fogo, algo que foi melhorado em suas versões posteriores para os exércitos soviético e russo.

Metralhadora pesada Kord

Hoje, a maior metralhadora do exército russo é a Kord que dispara balas redondas de calibre de 12,7 x 10,8 mm. A arma foi criada para veículos blindados leves e tanques, seu objetivo principal é eliminar alvos a distâncias de até 2 mil metros.

Ela tem uma taxa de fogo muito alta para seu calibre: cerca de 650 balas por minuto, ou seja, a mesma taxa de disparo dos fuzis de assalto AK. Devido à alta cadência de tiro, o cano da metralhadora se desgasta rapidamente e, para consertá-lo, os soldados precisam trocá-lo manualmente.

Embora o comprimento da arma seja de quase 1,6 metros, a metralhadora Kord é incomparavelmente mais leve do que suas antecessoras, pesando entre 25 e 30 quilos.

LEIA TAMBÉM: 6 curiosidades sobre os helicópteros Mi-24 na América Latina

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies