Apple barra app de emojis russos por suposta semelhança com Animoji

Ashot Gabrelyanov/Chudo
Novo recurso de mensagens Chudo transforma usuários em personagens animados usando a tecnologia de aprendizado de máquina.

“Estou escrevendo esse post para tornar essa situação pública, porque é a única coisa que podemos fazer”, escreveu em seu blog Ashot Gabrelyanov, fundador do aplicativo Chudo. Seu projeto, cujo desenvolvimento levou dois anos, foi recentemente barrado pela App Store pela suposta semelhança com o já disseminado Animoji.

“Desenvolvemos uma tecnologia patenteada que mistura modelos de rosto 3D humanos com personagens criados por nossa equipe de arte”, disse Gabrelyanov sobre o app, que, embora fora da App Store, está disponível no Google Play.

Esta não é a primeira vez que Gabrelyanov, um emigrante russo que se estabeleceu em Nova York há anos, tem problemas com uma de suas criações. Em 2017, ele lançou o MakeApp, para remover e aplicar maquiagem virtual aos rostos dos usuários. A imprensa dos EUA, porém, criticou o projeto como ‘machista’ e ofensivo a mulheres.

Agora, o novo app do Gabrelyanov, o Chudo, que gera um conjunto de avatares com mais de 30 personagens adaptados para os usuários, está sob nova ameaça.

De acordo com a Equipe de Revisão da App Store, o recurso é muito “similar ao Animoji, o que cria uma associação enganosa com os produtos da Apple”.

A maioria dos emojis de Chudo é, de fato, semelhante, mas não idêntica aos da Apple, e Gabrelyanov se diz disposto a proteger sua ideia. Em seu blog, o criador garante que sua equipe desenvolveu novos algoritmos de aprendizado de máquina, coletou um conjunto de dados de 15.000 com varreduras de diferentes raças, idades e gêneros, bem como implementou e otimizou códigos para dispositivos iOS e Android.

Para defender o Chudo, o empresário descreve alguns recursos que diferenciariam seu app. Por exemplo, os emojis mudam as expressões faciais, permitindo que os usuários expressem emoções em tempo real ao se comunicar. “Não achamos nenhuma funcionalidade semelhante com os produtos da Apple”, alega.

“Ao contrário do Animoji da Apple, não usamos a tecnologia de câmera de profundidade para a detecção da expressão facial. Estamos usando nossa tecnologia patenteada baseada em redes neurais”, acrescenta o empreendedor.

Gabrelyanov também aponta que há muitos aplicativos na App Store com mais em comum com o Animoji do que com o Chudo, como, por exemplo, o Facehub.

Segundo ele, o app russo fornece aos usuários um conjunto único de personagens e, portanto, não pode ser semelhante ao Animoji. “Nossa equipe acredita que todos têm o direito de sentir a magia das redes neurais e da animação, mesmo que você não tenha o smartphone mais recente e caro.”

Confira também as dicas de artistas russos para ganhar um dinheiro extra criando stickers para aplicativos.  

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies