Artistas russos dão dicas de como ganhar dinheiro com ‘stickers’ para apps

Apple
Cachorros, fantasmas e outras figurinhas enviadas pela internet geram renda fixa para seus criadores. Veja quatro dicas para começar seus próprios desenhos.

As criaturas diversas em aplicativos de mensagens não são apenas uma maneira comum de se expressar on-line – alguns deles se tornaram personagens, com direito autoral e outras mercadorias off-line que impulsionam a renda de seus criadores. Outros, embora não ultrapassem o mundo virtual, também dão lucro constante.

O Russia Beyond se sentou com três artistas russos que recentemente despontaram na AppStore dos EUA para descobrir os segredos de criar figuras que se destaquem.

1. Entenda a demanda

Zutto

As lojas de adesivos e figuras estão repletas dos mais lindos cervos, ostras, coalas e até comida animada, por isso, não é fácil inventar uma ideia original que será baixada e realmente usada pelo público. É preciso pensar além.

Segundo Evguêni Tkach, de São Petersburgo, o ideal é seguir o que o público quer para um personagem fofo, sério ou assustador. Foi assim que inventou Max, o Husky para iMessage. “Percebi que a maioria das pessoas responderia a um husky”, diz.

Personagem criado por Zutto

Mas começar com um personagem não é fácil, garante Aleksandra Zutto, de Tcheliabinsk. “A maior parte de tempo é se sentar e começar a bolar, e depois vem como uma bola de neve. Uma idéia tem que se formar dentro de sua mente, e é isso, você não pode deixá-la escapar, deve seguir até o fim”, explica Zutto. 

2. Capte todo tipo de emoção

Cada tipo de “sticker” em um conjunto geralmente corresponde a uma emoção diferente - para Tkach, o maior desafio foi retratar o personagem de várias maneiras.

“Você deve ter uma ideia vaga sobre a variedade de emoções possíveis com o personagem”, diz. Mas o designer usa uma técnica cunhada por Walt Disney – coloca um espelho na mesa, faz caretas e tenta capturar as emoções no mesmo instante.

Zutto, por sua vez, usa o próprio filho para esse propósito. Além disso, a siberiana tenta canalizar as próprias emoções. “Às vezes também dá para desenhar rapidamente e sem pensar. É só desligar o cérebro o máximo que der.”

O moscovita Iliá Kazakov acredita que entender as “emoções corretas” tem a ver com experiência. “Já criei muitos personagens, eles parecem nascer por vontade própria. Fazer rir é fácil, mas há emoções mais abstratas, como ‘eu não quero nada’”, afirma.

Kazakov

3. Não pense demais

Apesar das técnicas citadas acima, é necessário “desligar o cérebro” durante o processo criativo, afirmam os artistas russos.

Tkach admite que os primeiros esboços podem parecer algo rabiscado por uma criança. “A razão para isso é que estou fazendo tudo tão rapidamente que meu cérebro deixa a mão livre – sem muita orientação – mas o resultado é mais expressivo”, diz.

Kazakov durante processo criativo

Para Zutto, o momento mais legal no desenho é quando a consciência está desligada quase que por completo. “É como se um ser incrível me tomasse”, conta.

Personagem criado por Kazakov

A artista lembra, por exemplo, quando fez um pacote de ilustrações para uma marca australiana de vinhos artesanais, com base em um conjunto de gostos e sensações. “Essa foi a experiência mais legal, foi como um processo de sinestesia, quando você está tentando sentir algo”, diz. Seu trabalho foi elogiado pelos clientes, segundo os quais era “realmente possível sentir a sensação, de dar água na boca”.

4. Busque inspiração... ou supere a falta dela

Tkach

Tkach diz não cooperar com bloqueios criativos. “Ou passa rápido, ou me sento e tento fazer o trabalho com esforço, rolando suor e lágrimas”, acrescenta. “Tomar um pouco de ar fresco para livrar a cabeça e como fonte de inspiração não funcionam.”

Zutto, no entanto, acredita que essa seja uma boa técnica para superar um bloqueio mental. “Parece que o cérebro está usando esse momento para se sintonizar com o trabalho, então, você precisa se sentar e começar a fazer algo de imediato”, explica.

Tkach

“Não há nada específico como observar obras de outros artistas... Na verdade, muitas coisinhas se juntam e formam um todo e você cria algo de especial”, diz Kazakov.

Husky criado por Tkach

Conheça também o artista russo que cria desenhos super-realistas de animais como se fossem grafite na floresta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies