Esta reserva é uma verdadeira maravilha feita pelo homem no interior da Rússia (FOTOS)

Getty Images
Água turquesa, colinas poderosas, florestas altas... As minas de carvão abandonadas na região de Tula se tornaram um dos lugares mais populares entre os blogueirinhos russos por sua beleza pictórica!

As Colinas Romantsevskie (ou Konduki), na região de Tula, próxima de Moscou, são uma verdadeira maravilha feita pelo homem: aterros e reservas inundadas. Esta fantástica paisagem fica localizada entre as aldeias Romantsevskie e Konduki e, por isso, alguns as chamam de Colinas Romantsevski, enquanto outros, de os lagos azuis de Konduki.

Entre as décadas de 1960 e 1990, linhito era extraído ali a céu aberto. Mas, depois disso, a mineração foi simplesmente abandonada. A aldeia de Konduki também está quase deserta hoje: a maioria dos moradores a deixou em busca de emprego.

Nos anos que se seguiram, esses territórios foram “redesenhados” pela natureza: o vento, a chuva e a neve aos poucos foram se transformando em uma visão de outro mundo. As pedreiras inundadas têm uma cor turquesa brilhante devido aos minerais no solo.

Há poucos anos, esses lagos, distantes de cidades e rodovias, eram desconhecidos, até que os blogueiros os descobriram e os transformaram em uma verdadeira sensação. Agora, todos os viajantes na região de Tula consideram obrigatório fazer uma selfie nas colinas Romantsevskie.

“Uma vista estonteantes”, “de tirar o fôlego”, “paisagens marcianas”, “a sensação de chegar a outro planeta”... Estas são apenas algumas das legendas das fotos postadas nesse lugar mágico.

Curiosamente, apesar da origem industrial, o reservatório de água tem peixes: carpas, percas e até lúcios.

Ainda não há infraestrutura turística ali, porém. Os visitantes viajam de carro, passam a noite em barracas e cozinham em fogões portáteis: atividades que alguns acreditam serem românticas. No entanto, alguns viajantes observam que os habitantes locais também oferecem alugueis de barracas e outras comodidades.

O principal ali é levar são calçados confortáveis ​​e blusas corta-vento, além de ter em mente que as ladeiras são escorregadias e é mais difícil descer do que subir. Além disso, venta muito ali.

Oficialmente, não é permitido entrar na água, já que nenhum especialista examinou o fundo do reservatório (a profundidade parece chegar a 20 metros) ou a composição da água. Mas tem gente nadando ali por toda parte.

Nos últimos tempos, muita gente tem reclamado de quem deixa lixo para trás. Se os turistas não pararem de estragar a beleza local, em alguns anos os lagos azuis se transformarão em lagos de lixo.

VEJA TAMBÉM: Paisagens LINDAS DE MORRER (que são, na verdade, locais de descarte de águas poluídas)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies