7 estações ferroviárias históricas em Moscou (FOTOS)

Kuntsevo Railway Station.

Kuntsevo Railway Station.

Stanislav Konstantinov
Estas joias arquitetônicas ficam tanto nos arredores da capital, como também escondidas em meia à paisagem diversa da cidade.

1/ Podmoskovnaya (lê-se Podmoskôvnaia)

No início do século 20, Moscou começou a construir uma ferrovia para Vindava (atual Ventspils), cidade portuária da Letônia à beira do mar Báltico. Inaugurada em 1901, a Podmoskovnaya foi a primeira estação da nova linha.

Além de contar com um depósito, possuía um assentamento residencial para funcionários e um edifício decorado com janelas e vigas de madeira entalhada. Em 1945, o tráfego de passageiros foi transferido para outra estação próxima, chamada Krasnyy Baltiyets, e uma central telefônica ferroviária foi instalada na Podmoskovnaya.

Ao longo de sua história centenária, esse edifício sobreviveu a diversos incêndios, mas jamais foi reconstruído – embora, milagrosamente, sua silhueta histórica e detalhes originais ainda continuem intactos.

Em 2015, a estação ganhou uma filial do Museu Ferroviário de Moscou, que fica aberta a visitantes de quarta a domingo. Chegar ali é bem fácil: basta caminhar a partir da estação Krasnyy Baltiyets, ou da estação de metrô Sokol.

2/ Kuntsevo (lê-se Kúntsevo)

Atualmente, Kuntsevo é um dos bairros periféricos de Moscou, mas, antes de 1960, era uma grande cidade nos arredores da capital. Por sinal, a estação ferroviária de Kuntsevo data dessa época. Seu edifício incomum, que mais parece um castelo gótico do que uma estação ferroviária, foi construído em 1900.

O arquiteto responsável pela obra foi Ivan Strukov, que também esteve por trás do projeto da estação ferroviária Belorússki e da estação Kubinka, compartilhando, assim, um aspecto arquitetônico semelhante. Inicialmente, o prédio era feito de tijolos vermelhos escuros, mas, com o tempo, foi pintado de cinza e verde.

A estação Kuntsevo continua operando normalmente como parte da rede de serviços do Diâmetros Centrais de Moscou (no sentido da Bielorrússia). Está localizada perto da estação de metrô Kuntsevskaya.

3/ Leninskaya (lê-se Lêninskaia)

Esta é uma das estações ferroviárias mais bonitas do período soviético. Possui uma torre alta e ornamentada com uma estrela enorme, colunas majestosas, slogans comunistas e abetos vermelhos ao seu redor. A estação está localizada perto de Gorki Leninskiye, onde Vladímir Lênin passou seus últimos anos.

A estação era inicialmente chamada Gerasimovskaya, em homenagem aos ex-proprietários da propriedade local, os comerciantes Guerassimov. Após a morte de Lênin, foi quase que imediatamente renomeada como Leninskaya e, em 1952, um novo edifício foi erguido no local da antiga estação ferroviária em homenagem ao “líder do proletariado mundial”.

O resultado foi monumental, e todos os turistas que faziam uma excursão a Gorki passaram a visitar a estação memorial. O edifício está agora em ruínas e precisa de reforma extensiva, mas, em geral, mantém sua aparência histórica. Para chegar, é preciso pegar um trem elétrico metropolitano a partir da estação ferroviária Paveletsky.

4/ Tsaritsyno (lê-se Tsarítsino)

A propriedade real de Tsarítsino é popular entre turistas e moscovitas. Mas o que poucas pessoas sabem é que, a poucos passos de distância, é possível encontrar a estação ferroviária Tsaritsyno, um local igualmente fascinante que Lev Tolstói menciona em “Anna Karenina” como a estação onde os voluntários partiam para a Guerra Russo-Turca.

A estação existe desde 1865, mas seu edifício foi construído apenas no início do século 20. Embora, pareça bastante comum por fora, por dentro é uma verdadeira joia.

Possui um lustre de ouro semelhante ao do Teatro Bolshoi, murais coloridos com vista para diferentes bairros de Moscou e sanca de estuque digna das melhores casas parisienses.

Por incrível que pareça, hoje é apenas uma sala de espera para um trem elétrico metropolitano comum. Toda essa beleza faz parte dos diâmetros centrais de Moscou e fica bem perto da estação de metrô Tsaritsyno.

5/ Kalanchyovskaya (lê-se Kalantchiôvskaia)

Onde mais em Moscou pode-se ver “pavilhões imperiais”, como estações ferroviárias construídas para a família real? Pouquíssimos edifícios do tipo permanecem em pé, e um deles fica ao lado da estação Kalanchyovskaya, praticamente no centro de Moscou.

A estação foi construída no final do século 19 para Nikolai 2º e seus funcionários, mas, durante o período soviético, havia ali uma bilheteria de trens metropolitanos. Para visitá-la, vá andando a partir da estação de metrô Komsomolskaya.

6/ Belokamennaya (lê-se Belokámennaia)

Os visitantes podem admirar essa estação histórica, que remonta ao início do século 20, no parque nacional Losiny Ostrov.

O edifício da estação, juntamente com várias casas residenciais do período, permanece intacto. A construção foi listada como patrimônio cultural, embora continue sendo usada como pátio ferroviário. A Belokamennaya fica ao lado da estação homônima do Círculo Central de Moscou.

7/ Kanatchikovo (lê-se Kanátchikovo)

Uma das estações da Anel Central de Moscou (linha ferroviária que circunda a cidade), Kanatchikovo foi construída em 1908.

O edifício de dois andares e a casa do chefe da estação permanecem praticamente em seu formato original, com cabeças de leão e molduras de estuque. Na plataforma, existem até bancos e lanternas de ferro fundido no estilo do início do século 20. Vá a pé a partir da estação de metrô Leninsky Prospekt.

LEIA TAMBÉM: Música ao vivo e fuga das “lebres”: 5 experiências que só os trens ‘elektritchka’ proporcionam

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies