Trens retrô da Rússia transportam passageiros de volta no tempo

No maior país do mundo, são muitas as alternativas para embarcar em um trem antigo – não apenas em visitas guiadas, mas também em linhas comuns do metrô e na famosa Transiberiana.

1/ Sokolniki, Moscou

À esquerda, trem retrô na estação Sokolniki no estilo dos primeiros modelos; à direita, o primeiro trem do metrô de Moscou, 1935

O trem retrô de Sokolniki opera na linha vermelha do metrô de Moscou, junto com os trens regulares. Na verdade, foi construído em 2010 para marcar o 75º aniversário do metrô, mas estilizado para parecer um modelo dos anos 1930. No interior, possui assentos macios de couro sintético, além de luminárias e corrimãos da época. Também não há publicidade nas laterais, especialmente porque estas são cobertas com lincrusta. Por sinal, este é o único trem no metrô de Moscou que não tem Wi-Fi – isso porque os passageiros na década de 1930 liam livros, e não blogs.

2/ Trem retrô, São Petersburgo

Trem retrô no metrô de São Petersburgo

O metrô de São Petersburgo também possui seu próprio trem retrô, mas só é possível embarcar em uma visita guiada. Consiste em quatro vagões de trem dos anos 1960 restaurados, que, além dos assentos habituais, também abrigam uma exposição sobre a história do metrô. O trem foi lançado em 2015 para marcar o 60º aniversário do metrô de São Petersburgo. No início, funcionava nos fins de semana entre as estações Avtovo e Ploshchad Vosstaniya; no entanto, agora esse trem só pode ser visto algumas vezes por ano e somente durante visita guiada (em russo, inglês e chinês), na qual os passageiros podem inclusive dar uma espiada na cabine do motorista. O passeio pode ser reservado no site oficial do metrô de São Petersburgo.

3/ Ruskeala Express, Carélia

Ruskeala

Este trem retrô leva os passageiros a um dos mais belos parques nacionais da Rússia. Desde junho de 2019, o Ruskeala Express opera diariamente entre a estação Sortavala (250 km a oeste de Petrozavodsk, capital da Carélia) e o parque. Parte de Sortavala às 10h40 e sai do parque às 17h30. Trata-se do único trem diário de passageiros a vapor que ainda resta na Rússia. É composto por cinco vagões (quatro com compartimentos de passageiros e um vagão-restaurante), cujos interiores são decorados à moda do final do século 19. Também funciona com uma locomotiva construída em 1949 – a carvão, fumaça e vapor. A viagem ao parque leva cerca de uma hora. Os ingressos podem ser comprados em qualquer bilheteria da Russian Railways ou pelo site (as vendas abrem com 45 dias de antecedência, e cada ingresso custa cerca de 300 rublos, ou aproximadamente US$ 5). O bilhete para o parque nacional pode ser comprado a bordo do trem (e também custará 300 rublos). Essa rota se tornou tão popular que, no primeiro mês após seu lançamento, transportou mais de 3.500 passageiros. Antes da inauguração desse trem, só era possível acessar o parque Ruskeala de carro.

4/ Bologoie-Ostachkov, Região de Tver

Trem de viagens interurbanas Moscou-Tver

Há um trem regular partindo da estação de Bologoie (175 km ao norte de Tver) todos os sábados às 9h25 – que é puxado por uma locomotiva a vapor da série L, do final da década de 1940. Seus motoristas e comissários de bordo estão todos vestidos com uniformes dos anos 1940 e vendem bilhetes à moda antiga. No entanto, os assentos dos vagões são modernos (os bancos de madeira originais foram substituídos por novos assentos almofadados, para maior conforto dos passageiros. O trem chega a Ostachkov às 13h07 e parte em sua jornada de volta exatamente duas horas depois, às 15h07. Ao longo do caminho, faz uma parada de 25 minutos na antiga estação Kujenkino, que agora é um museu. Em Ostachkov, há tempo suficiente para visitar o lago Séliguer, bem como a cidade antiga. Os bilhetes estão à venda em Bologoie ou Ostachkov, ou a bordo do trem. O ingresso custa 300 rublos (cerca de US$ 5).

5/ Rumo ao lago Baikal

Ferrovia Circum-Baikal

Há várias maneiras de chegar ao lago mais profundo do mundo, mas talvez a mais romântica de todas seja a bordo de um trem antigo, com uma locomotiva a vapor dos anos 1940 – porém, novos vagões. Esse trem parte da estação ferroviária de Irkutsk às 8 da manhã e viaja pela ferrovia Circum-Baikal, fazendo várias paradas para admirar as paisagens pitorescas do lago. O trem chega ao destino final, o porto de Baikal, às 19h30, e os passageiros retornam a Irkutsk de ônibus. O passeio de ida e volta custa 4.000 rublos (cerca de US$ 60) por pessoa e pode ser adquirido no site da agência de viagens da Russian Railways, ou em seus escritórios em Moscou ou São Petersburgo.

6/ De São Petersburgo a Tsárskoie Selô

Trem a vapor na estação Detskoselskaya

Todos os domingos, há um trem antigo partindo da estação ferroviária Vitebsky, de São Petersburgo, até Tsárskoie Selô. Este trem também usa uma locomotiva da série L da década de 1940, mas com vagões novos. Durante a viagem de duas horas, os passageiros podem conferir uma apresentação interessante sobre a história das ferrovias na Rússia, enquanto são agraciados com chá quente em suportes tradicionais de ferro para copos, além de vários doces e salgados. Infelizmente, porém, a viagem de volta é de ônibus. Os bilhetes custam 1.300 rublos (cerca de US$ 22) por pessoa e estão disponíveis no site da agência de viagens da Russian Railways.

7/ De Moscou a Vladivostok

Interior do Golden Eagle

LEIA TAMBÉM: Transiberiana a bordo de trem retrô luxuoso sai a partir de US$ 15.000 – mas vale cada centavo

Por mais incrível que pareça, é possível, sim, fazer uma viagem por toda a Rússia em um trem retrô. Existem várias opções para viagens de Moscou a Vladivostok, que geralmente duram até duas semanas e fazem paradas (com excursões em diferentes idiomas) em Kazan, Iekaterinburgo, Novosibirsk, Baikal, Ulan-Ude e Khabarovsk. Os passageiros podem retornar a Moscou de avião ou continuar sua jornada pela Ásia.

Os trens consistem em uma locomotiva a vapor das séries L ou P36, da década de 1950, acoplados a novos vagões. O interior, no entanto, é modelado para se parecer com a Rússia pré-revolucionária. A opção “mais barata” pode ser adquirida pela agência de viagens da Russian Railways (os preços começam a partir de US$ 6.000), enquanto a opção “mais cara”, a bordo do trem Golden Eagle, sai por mais de US$ 31.000 (isso mesmo!). Não é surpresa que este seja o trem mais caro da Rússia.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies